O substituto do Rei do Kongo, tem um apelido português!

Como um chefe tradicional vai levar um estrangeiro?

AFONSO MÉNDES, chefe das autoridades tradicionais de Mbanza Congo, província do Zaire.

Segundo a página oficial do Governo Provincial do Zaire, no facebook, o Mbuta Muntu AFONSO MÉNDES, é, de maneira oficial, o representante DAS AUTORIDADES TRADICIONAIS DE MBANZA KONGO. ( Na realidade substitui o Rei do Kongo).

O que é curioso, o homem com poder máximo, de defender a tradição KONGO em Angola, leva nome do colono. Soubemos que muitos apelidos portugueses foram congolizados, no caso do Afonso, o seu pré-apelido, é FUSU ou NDOFUSU (como ele é nobre), se adoptasse esse nome, seria compreensível. Mas o nosso SOBA-MOR, prefere ser chamado como um português.

E como pode ser um MFUMU mukongo, ser chamado com nome estrangeiro ao mesmo tempo? Nunca se viu no mundo!

Mesmo no Reino do Ndongo, onde a cultura lusitana ameaça extinguir a língua kimbundu, o seu representante nem aceita ser chamado com um nome português, idem para Lunda, Bailundu, Kwanhama, etc

Porque os KONGOS de ANGOLA somos assim complexados?

Imagem do Governo Provincial do Zaíre.

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*