O uso das letras Y, E, W em KIKONGO

Por Salakiaku Nzitusuana

O kiKongo é a primeira língua bantu a ter Dicionário, isto se deu nos anos 1600. Nesse, escrevia-se com as letras C, R, e não usava-se K, W e Y. Ex: “Ncari’a Mpemba” para “Nkadi’a Mpemba”.
.
Mais tarde surgiram dicionários contendo W e Y que influenciaram a forma de escrever. Por exemplo, na versão bíblica MANSONOKO MANLONGO escreve-se “muana” e na MPOV’A NZAMBI “mwana”. Qual delas devemos adoptar como correta? Muana SIM, e NÃO mwana. Porquê?
.
O kiKongo tem regra para construção do plural conhecendo o singular. Para pessoas é MU (sing.)/(B)A (plur.). Ex: MUANA/(B)AANA > (B)ANA
MUKONGO/(B)AKONGO.
.
Existe partículas como DI, BI, LU, KI que existem separadas e que formam outras palavras. Ex: KIAKU : vem de KI AKU (de ti = teu). Não deve ser escrita KYAKU pois AKU existe mas KY não.

KUAKU: vem de KU AKU (para ti). Nunca KWAKU, pois KW não existe.
.
Y e W servem para separar duas vogais e começar com bivogal uma palavra. YAKA, WANDU, MAYANGA, LUWA.
.
Vejamos o nome Luambo Makiadi!

A língua kikongo como as outras línguas nacionais e quer bantu, têm uma norma que serve de guia de estudo para o ensino e aprendizagem dos seus falantes e quer especialistas em linguística. Entretanto, a presença das semivogais W e Y para a língua kikongo têm a função de invitar o casamento sequencial de duas vogais numa frase, ou seja, quando uma vogal “a,i,e,o e u” é precedido de uma vogal diferente e é substituído por outra, e é empregue as semivogais tais como “y e w ” , como exemplos práticos:

Como o caso desta palavras:
Muana para mwana
Mbuta para mbwa
Kiela para kyela
Kiambote para kyambote
Kiala para kyala
Miaka para Myaka
kiamvu para kyamvu, etc…

 

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.