Administradora do Bungo desvia mais de 100 milhões de kwanzas destinados ao combate a malária

Uíge, 06/11 (Wizi-Kongo) – A administradora do Bungo, 78 quilómetros a norte da cidade do Uíge, Rosa Pedro Garcia, desvia este ano/2018 em conjunto com o director da saúde do Bungo, Paulo Samuel, cento e 11 milhões de kwanzas destinados ao programa gizado pelo executivo angolano do “combate a malária”.

De acordo com uma fonte ligada a administração do Bungo que Wizi-Kongo teve acesso hoje, terça-feira, sublinhou que a administradora incumbiu a missão ao director municipal da saúde do Bungo, que, por sua vez, desdobrou-se em contactar algumas empresas que não operam no município para transferirem nela os 111 milhões de kwanzas.

Paulo Samuel, ou simplesmente “PS” não poupou esforços e nem desobedeceu a orientação da sua chefe máxima do município, no caso, a administradora Rosa Pedro Garcia, e entrou em acção na solicitação de empresas de pessoas de sua confiança para facilitar o desvio dos 111 milhões de kzs, para fins pessoais. Algumas pesquisas feitas pelo portal Wizi-Kongo junto das autoridades sanitárias do município do Bungo, descobriu que em 2017 o número de pessoas com casos de malária aumentou significativamente a nível da circunscrição, num total de 3.231 somente no primeiro trimestre do ano transacto, isto é, de Janeiro a Março, contra 771 de igual período em causa.

Com isso, os responsáveis do sector legaram como motivo do aumento dos casos de malária a desobediência do uso de mosquiteiros, acumulação de lixo em volta das residências, bem como fluxo de água paradas nos pátios, segundo testavam as palavras do director municipal de saúde do Bungo, Paulo Samuel. Hoje, com o desvio dos valores (cento e onze milhões de kwanzas) se pode afirmar que a principal causa do aumento dos casos de malária na vila do Bungo não prendem-se como os motivos justificados pelo responsável máximo de saúde local, mas sim pelo desvio dos valores que o governo disponibiliza para acudir essa situação na localidade.

A nível do município do Bungo são controlados dois centros médicos, 19 postos de saúde e um hospital municipal com capacidade para 70 pacientes, possuindo ainda outras áreas específicas como blocos operatórios, maternidade, banco de urgência, ortopedia, entre outros. Entretanto, o município do Bungo possui 60 aldeias e 12 regedorias, tendo uma população de 39.030 habitantes.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*