Anciã espancada por alegada prática de feitiçaria

Imagem simbólica

Uíge – Uma anciã de 59 anos foi gravemente agredida por quatro cidadãos na aldeia de kiminongo, a 27 quilómetros da vila do Songo (Uíge), tendo-a acusada de ter vingado membro da sua família na prática de feitiçaria, soube-se de fonte familiar.

Os depoimentos do filho da vítima, Eduardo Valeriano, os supostos agressores acusam a idosa de nome Joana Icula, de ter vingado uma das netas e após a morte da mesma (neta), revoltaram-se contra a anciã, batendo-a com catanas e cacetadas de pau que a deixou com traumatismos na cabeça.

Por sua vez, o enfermeiro em serviço no posto médico da localidade onde ocorreu o facto, revelou que o estado clínico da paciente inspira muitos cuidados, a julgar pela gravidade da pancada que levou. Já o soba da comunidade de Kiminongo, Daniel Muxinga, lamentou o sucedido e diz ser o primeiro caso de género a ocorrer na localidade que ele dirige.

Como explicou, os supostos agressores são oriundos da vizinha aldeia de Kitalani e são residente até na casa do soba da mesma aldeia (Kitalani), pelo que apela as autoridades de afins a esclarecerem o caso, o mais breve possível, visto que os supostos assassinos meteram-se em fuga. Neste momento a vítima encontra-se sob cuidados médicos na maior unidade sanitária do município do Songo.

Wizi-Kongo

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*