Ausência de professores marca primeiro dia de greve no Uíge

Uíge – As escolas primárias, do I e II ciclo do ensino secundário da cidade do Uíge e arredores registaram na manhã desta segunda-feira, início da terceira fase da greve decretada pelo Sindicato Nacional de Professores (SINPROF), um elevado grau de absentismo dos docentes.

Numa ronda efectuada pela Angop, por algumas escolas da cidade do Uíge, constatou a presença de um número reduzido de professores, mas que encontravam-se fora das salas de aulas.

O secretário provincial do SINPROF do Uíge, Amândio Vieira, confirmou haver grande adesão dos professores à greve não apenas nas escolas da cidade do Uíge, como nos municípios do interior.

“Os professores desta vez responderam positivamente à greve decretada pelo Sinprof”, salientou.

Segundo o responsável, houve registo de actos intimidatórios por parte de certos de directores de escolas a professores, coagindo os docentes no sentido de não aderirem à greve, sob pena de represálias.

O SINPROF anunciou, sexta-feira (06), em Luanda, a retoma da terceira fase da greve nacional dos professores de 9 a 27 deste mês.

Os principais motivos da greve são: a não aprovação do novo estatuto da carreira docente, a falta da actualização de categorias dos professores em serviço e a não transição de professores do regime probatório para o quadro definitivo.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*