Encontro provincial de concertação e auscultação

Foto de Orlando Massuka

Por Lopes Miguel Pungui 

 

 

 

 

 

Foi na manhã de de Quinta-Feira dia 07 de Março do ano em curso em que aconteceu o encontro provincial de concertação e auscultação realizado pelo governo provincial do Uíge com a sociedade cívil, representantes dos partidos políticos com acento no parlamento, jovens, administradores municipais, directores de gabinetes, entidades tradicionais e religiosas na cidade do Uige, mais concretamente no cine Ginásio.

O encontro foi dirigido pelo governador provincial do Uíge Dr. Pinda Simão e acompanhado pelo Engº Afonso Luviluko, vice-governador para o sector técnico e infras-estruturas e pelo administrador municipal do Uige Dr. Emílio de Castro, sem deixar de fora os membros do Governo.

Na sua intervenção o governador provincial começou por desejar as boas-vindas e agradeceu a todos os presentes por terem aceite o convite do governo provincial do Uíge, sendo esta uma demonstração clara da vontade do povo Uígense em participar da resolução dos problemas da provincia do Uíge. No seu discurso o governador Pinda Simão, demostrou-se ser um dirigente democrático, de mãos abertas as criticas e preecupações que venhem do povo que coverna e disposto a trabalhar com todos.

De acordo com o seguimento do programa, o encontro foi um exercício práticamente marcado pelo sentido democrático, onde os participantes puderam apresentar as suas críticas, questões e sugestões quanto aos problemas da província nos seus diversos sectores. Foi um momento marcado também com um ambiente salutar, concórdia e muita humildade por parte do governador provincial e seus membros.

A auscultação foi marcada por dois momentos de apresentação da parte do governo e questionamentos diversos com mais incidência aos projectos infras-estruturais, saneamento básicos, saúde e combate a malária, educação e emprego, combate a delinquência, fornecimento de enérgia e água e outros. O momento, ofereceu oportunidade aos presentes no encontro para que pudessem fazer críticas, repáros e propostas de soluções que sejam capazes de catapultar o desenvolvimento substancial da província nos diversos domínios que se impõem.

Em suma foi um exercício esplendido pela relevância da vontade do executivo da província em governar  o povo desta forma, auscultando os anseios dos governados e consertando os erro na execusão dos programas traçados e membros acolheram as criticas e assumiram alguns erros inerentes a o governação caracterizada por défice orçamental face os problemas actuais

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*