Executivo aposta na melhoria da formação técnico profissional

GILDO MATIAS JOSÉ FOTO: MORAIS SILVA

Uíge – O coordenador-adjunto da Unidade Técnica de Gestão do Plano Nacional de Formação de Quadros da Presidência da República, Gildo Matias, defendeu, nesta terça-feira, na cidade do Uíge, a necessidade de se melhorar a formação técnico profissional média especializada com competências e quadros adequados ao momento de desenvolvimento sócio – económico do país.

A posição foi assumida durante a apresentação do projecto de Revitalização do Ensino Técnico e da Formação Profissional de Angola (RETFOP) ao Governo Provincial do Uíge, avaliado em 22 milhões de Euros.

Segundo o técnico, a fraca articulação entre os sistemas do ensino médio técnico e de formação profissional, ausência ou insuficiência de formação técnica e pedagógica sólida de professores e formadores, ineficiência e falta de articulação entre os mecanismos de informação sobre oportunidades de emprego e de apoio à inserção na vida activa (emprego e auto-emprego), entre outros factores, constituem problemas e desafios do sector da Educação em Angola.

Diante deste dilema, disse, o objectivo geral do projecto é contribuir para a redução do desemprego, sobretudo entre os jovens, através da disponibilização de capital humano mais empregável e produtivo.

Para Gildo Matias, o RETFOP contribuirá ainda, de forma sustentável, para a melhoria do Sistema de Escolas Técnicas de Formação Profissional (ETFP), assumindo-se como um instrumento de ajuda e apoio aos actores com intervenção no referido domínio, através do seu envolvimento permanente na implementação de um conjunto de actividades para revitalizar o sector e conferir qualidade na oferta.

“Se conseguirmos, dentro das nossas instituições de formação, termos uma formação de qualidade e com uma oferta que seja relevante para os desafios do desenvolvimento do país, estaríamos a promover a empregabilidade”, justificou.

Por sua vez, o governador Pinda Simão destacou a importância do projecto que visa a valorização dos recursos humanos da província, em particular, e em Angola, no geral, na medida em que vai fortalecer o sistema educativo nacional, em particular o ensino técnico profissional.

O governador lembrou que o progresso de qualquer Nação passa, necessariamente, pela boa preparação dos seus recursos humanos para que estes possam contribuir para o seu desenvolvimento social e económico sustentável.

O Revitalização do Ensino Técnico e da Formação Profissional (RETFOP) é um projecto de cooperação da União Europeia (EU) e a República de Angola que visa apoiar e facilitar a política pública para o ensino técnico e formação profissional no país, financiado pelo Fundo Europeu para o Desenvolvimento.

De abrangência nacional, vai beneficiar inicialmente as instituições de formação e emprego nas províncias do Uíge, Luanda, Benguela, Huambo, Moxico e Huila.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.