Garantido inquérito pelos incidentes no Uíge

Uíge – Um inquérito decorre na província do Uíge devido ao incidente de sexta-feira, no campo 4 de Janeiro, em que 17 pessoas pereceram e 61 outras ficaram feridas durante o jogo inaugural do Girabola2017, garantiu nesta segunda-feira o governador local, Paulo Pombolo.

Ao falar na cerimónia fúnebre das vítimas da tragédia do jogo Santa Rita de Cássia FC e Recreativo do Libolo (0-1), o governante reiterou o decurso do inquérito para determinar as causas e atribuição de responsabilidades.

Para Paulo Pombolo o luto decretado na região servirá para os uigenses reflectirem sobre a data, tendo garantido o redobrar de medidas para que incidentes de género não voltem a acontecer na província.

“O nosso povo está de luto e é com essa dor profunda dos 17 filhos que nos inclinamos” frisou.

Na sua intervenção destacou a solidariedade e unidade dentro e fora do país para com o sucedido na província por via de mensagens de condolências, citando como exemplo a do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que orientou apoio aos familiares das vítimas, bem como a instauração do inquérito que já decorre.

“Recebemos também condolências de ministros, governadores e a sociedade em geral, tendo no mesmo dia recebido mensagens de vários Chefes de Estado, Corpo Diplomático acreditado em Angola, comunidade desportiva internacional e atletas nacionais”, informou durante a cerimónia.

“Nessa dor e tristeza, o país e o mundo reúne-se com lágrimas em solidariedade às familiares enlutadas. A alegria que o futebol traz aos adeptos, desta vez transformou-se em tristeza”, lamentou o governador do Uíge.

Participaram da cerimónia, a Secretária do Estado para o Desporto,  magistrados judiciais, membros do governo local, representantes das FAA, da Polícia Nacional, entidades religiosas e tradicionais, das organizações não-governamentais, familiares e população em geral.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.