Girabola2018/2019: Militares do Rio Seco aplacam na trincheira e rejeitam envangelização dos cristãos

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 13/03 (Wizi-Kongo) – Os militares do Rio Seco, aplacaram munidos de toda táctica e técnica na trincheira como formas de rejeitar a envangelização dos cristão do Uíge, tendo-os por via disso lhes flagelado hoje, quarta-feira, no estádio 4 de Janeiro, com um misse (0-1), em jogo da décima 19ª jornada do Girabola-Zap2018/2019.

O único golo do encontro foi apontado pelo avançado Mabululu aos 75 minutos, depois de beneficiar de um passe do seu colega de equipa, Aquino, ficando mal na abordagem do lance os centrais caseiros, que virem o avançado isolado na pequena área apontar o tento da vitória. Apesar da vitória dos militares, os católicos entraram melhor jogo, tendo aos dois minutos, o avançado, Manuel (Santa Rita), depois de receber um cruzamento nas alturas, efectuado no lado direito pelo médico G.T.I, rematou forte e a bola saiu a escassos centímetros da baliza deTony Cabaça, que já se encontrava sem chances de defender a bola. Aos 14 minutos, o mesmo avançado dos católicos inverteu as coisas, conduziu a bola no lado esquerdo e com uma visão aceitável, descobriu a desmarcação do médico G.T.I à entrada da grande área, colocou-lhe a bola e encheu o pé para um remate forte que não seguiu a direcção desejada.

Mongo, médio criativo do 1 de Agosto, aos minutos, depois de benefíciar de um resalto de na grande área, rematou forte, mas a bola sofreu desvio para fora por parte do central caseiro, Milambo. Aos 30′ , José Maxia, árbitro principal do encontro, mandou por dois minutos ambas formações irem para fora no sentido de beberem água, através do sol intenso que se fazia sentir na cidade do Uíge. Seis minutos depois, isto é, aos 36′, Bua (D’Agosto), escandalosamente falhou na cara do golo, numa jogadea iniciada pelo avançado congolês, Kila, colocando a bancada em suspiros pelo falhanço. Fião (Santa Rita), aos 73′ num lance de contra- ataque por um pouco fêz o primeiro golo do encontro, mas no momento do remate desiquibrou-se e perdeu tempo para violar a baliza do internacional angolano, Tony Cabaça.

Por falta de uma boa pontaria, os católicos do Uíge só de si podem queixar-se, pois, aos 76 e 89 minutos, através do mesmo jogador, o avançado, Manuel, teve tudo para igualar e desempatar o encontro, mais o último toque tardava em acontecer e mesmo estando cara-a-cara com o guarda-redes militar, não conseguiu fazer melhor.

Eis como as equipas alinharam: Girabola2018-2019: Santa Rita FC – 1º de Agosto (Ficha-técnica)

– A equipa do Santa Rita FC perdeu hoje, quarta-feira, nesta cidade, por 0-1, diante do 1º de Agosto, em jogo da décima nona jornada do Girabola-Zap2018/2019

Estádio: 4 de Janeiro Assistência: Cerca de nove mil espectadores equipa de arbitragem chefiada por José Sebastião Maxia e coadjuvado pelos assistentes Cláudio Vunge e Flávio Dias.

Resultado ao intervalo: 0-0 Resultado final: 0-1 Marcha no marcador: Mabululu, aos 75 minutos.

Equipas Santa Rita FC: Bem-vindo (Gd), Jamuana, Milambo (Cap), Vidinho, Sozito, Londaka, Edmilson, Fião (Dieu aos 74′), GTI, Manuel e Miguel (Cris aos 80′). Suplentes não utilizados: Alex, Zeza, Patrick, , Mano II e Elizeu. Treinador adjunto: Almeiro Cristóvão.

1º de Agosto: Tony Cabaça (Gd), Isaac, Dany Massunguna (Cap), Bobó, Natael, Show, Mário (,Aquino aos 70′), Mongo (Ary Papel aos 70′), Kila, Bua (Dago aos 60′) e Mabululu. Suplentes não utilizados: Neblu, Vanilson, Mingo Bile e Bonifácio. Treinador principal: Dragan Jovic. Acção disciplinar: cartão amarelo para Milambo (Santa Rita, aos 90+3´).

Crênça do D´Agosto garante três pontos

O treinador adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, admitiu hoje, quarta-feira, nesta cidade, que a crênça foi a chave principal na vitória de 0-1, diante do Santa Rita FC, em jogo da 19ª jornada do Campeonato Nacional da Primeira Divisão.

Não foi fácil vencer o Santa Rita FC, encontramos uma equipa muito bem organizada e com desejo de somar também os três pontos, mais a equipa do 1º de Agosto teve que acreditar até ao fim e graças a essa crença conseguiu os três preciosos pontos”, observou, em declarações à imprensa no fim do jogo realizado no estádio 4 de Janeiro. Para ele, o estado actual do estádio 4 de Janeiro não ajudou muito as duas equipas, mas dada se poderia fazer em função deste ser o único recinto desportivo a nível da província do Uíge, dai a equipa teve que adptar-se ao longo do jogo com essa realidade.

“Em princípio nota-se que estamos distante do Petro de Luanda, nosso maior rival, na luta pelo título da actual prova, mais com os jogos que lhe resta por disputar, essa diferença pode ser ultrapassada ou empatada, por isso, daqui para frente, o 1º de Agosto irá encarrar cada jogo como uma final”, avisou. Ivo Traça, explicou que, a direcção do Santa Rita FC não deixou a sua formação desportiva treinar nesta terça-feira, dia em que a equipa do 1º de Agosto chegou na cidade do Uíge, pelo que solicitou a direção do clube que nos próximos momento seja mais afável neste sentido.

Tivemos tudo para vencer o 1º de Agosto” – o treinador adjunto do Santa Rita FC, Almerio Cristóvão afirmou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que a sua equipa tinha tudo para vencer o 1º de Agosto, mais os falhanços acabou por ditar a derrota de 0-1, em jodo da 19ª jornada do GirabolaZap2018/2019. Em declarações à imprensa no fim do jogo realizado no estádio 4 de Janeiro, Almerio Cristóvão disse que equipa trabalhou na preparação deste jogo de forma árdua no sentido de contrair o máximo favoritismo dos tri-campões, em função do desafio ser realizado em casa (Uíge), infelizmente, numa desatenção cometida pelos centrais, o 1º de Agosto soube da melhor forma aproveitar e fez o golo da vitória.

Foi um jogo bem disputado onde o Santa Rita tinha tudo para sair com os três pontos neste encontro, mais o sector ofensivo continuar desafinado, a julgar também das baixas que a equipa enfrenta no 11 titular”, lamentou. Para isso, apontou, levantar a moral da equipa e continuar a trabalhar para que nos próximos jogos, os resultados positivos que tanto se esperam sejam alcançados, com vista a cumprir com objectivo traçado pela direcção do clube e equipa técnica, que é a manutenção na prova. Com essa derrota, os católicos do Uíge, continuam com os 18 pontos, numa prova liderada pelo 1º de Agosto, 41 pontos, na primeira posição.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*