Girabola2018/2019: Santa Rita FC desafia Palancas e coelhe um ponto

Por Alfredo Dikwiza

Luanda, 16/03(Wizi-Kongo) – A equipa do Santa Rita FC viajou do Uíge para Luanda, onde conseguiu desafiar hoje, sábado, no estádio dos Coqueiros, em Luanda, o Kabuscorp do Palanca, com quem empatou a zero, em desafio da vigésima jornada do Girabola-Zap2018/2019.

Com o favoritismo dos donos de casa em poder vencer o jogo, por tratar-se de duas equipas que competem na mesma prova, mas com objectivos diferentes, um para manutenção na prova (Santa Rita) e outro para título de campeão (Kabuscorp), ainda assim, o desafio começou nos primeiros minutos, numa tónica de estudo mútuo, entre ambos conjuntos.

Encontrando rápido os caminhos da baliza, os orientados de Almeiro Cristóvão (Santa Rita FC), aos 15 minutos, por um pouco o avançado Miguel introduziu a bola na baliza defendida pelo guarda-redes, JB, mas este lesto no momento conseguiu anular a investida dos católicos e corrigir o falhanço do seu colega de equipa, Lunguinha.

Na resposta, aos 20 minutos, Ebonga, médio dos caseiros, cruzou a bola na direita, e Tady na desmarcação e bem enquadrado na pequena área, com um toque sutil chutou a bola, mais Bem-vindo, guarda-redes dos visitantes, atento e com a ponta dos dedos direito sacudiu a bola para canto. Aos 24 minutos, o médio Magola, do Kabuscorp do Palanca, à entrada da grande área, rematou forte e bola passou a escassos centímetros do posto direito da baliza de Bem-vindo.

Continuando a carregar no jogo, Tady, aos 28 minutos, depois de deixar as escovas o defesa Vadinho (Santa Rita), cruzou rasteiro, mais o seu colega de equipa, Bala Cai, não percebeu da joga e falhou-se uma oportunidade clara de golo, provocando o treinador português, Paulo Torres, agaxar-se de joelhos. No reatamento do jogo, o médico dos visitantes, G.TI, depois de benficiar de um passe de desmarcação do seu colega de equipa, Yury, com visão periférica, levantou a cabeça e rematou colocado no sentido de aproveitar-se da ausência de JB na baliza, mas a bola seguiu uma direcção errada.

Aos 53 minutos, Tady, avançado congolês ao serviço dos angolanos do Kabuscorp do Palanca, depois de conduzir a bola com o pé direito e com um drible seguinte mudou a bola para o pé esquerdo e esferiu um remate forte, tendo os santos dos cristãos desviarem a bola para o posto, numa altura em que Bem-vindo já não tinha chances para evitar a bola entrar.

No minuto 60, através de uma bola dividida na pequena área dos palanquinhos, os avançados Miguel e Manuel, em dia de bênção, mais sem o proveito, desperdiçaram uma suberba jogada, numa altura em que encontravam-se cara-a-cara com JB. Cabibi, depois de fazer uma diagonal interior, na sua criatividade, aos 72 minutos, deixou as escovas os defesas, Edmilson e Milambo, olhou para frente e encheu o pé esquerdo com um forte remate que saiu a escassos centímetros da barra transversal da baliza de Bem-vindo.

Na linha do golo, aos 79′, Sozito, um dos defesas dos católicos, livrou a bola que ia para o golo, depois de um cabeceamento telegeado de Fabrício, em resposta do cruzamento de canto de Cabibi, no lado esquerdo. Aos 90+9, Dany, Kabuscorp, de meia distância chutou forte e por um pouco a bola entrou no canto superior da baliza de Alex, guarda-redes que substituiu, na mesma posição, o seu colega de equipa, Bem-vindo.

Na resposta, Foguinho, avançado dos cristãos, aos 90+9 ‘, com tudo para congelar os insistentes apoiante da equipa caseira, frente- a- frente com JB, rematou fraco e o guardião dos palanquinhos, levou a melhor.

Assim eis como as equipas alinharam: Local do jogo: Estádio dos Coqueiros.

Assistência: Cerca de cinco milespectadores.

Resultado ao intervalo: 0-0. Resultado final: 0-0.

Equipas:

Kabuscorp do Palanca: JB (Gd), Lunguinha (Nelito, aos 61′), Simão, Magola (Cap), Ebonga, Amaro (De Paixão, aos 45′), Bala Cai (Cabibi, aos 45′), Tady, Água Doce, Dany e Fabrício. Treinador principal: Paulo Torres.

Santa Rita FC: Bem-vindo (Gd) (Lex, aos 81′), Sozito, Vadinho, Yury (Cap), Jamuana, Miguel(Foguinho, aos 66′), Manuel, Milambo, Fião (Londaka, aos 69′), G.T.I e Edmilson. Treinador adjunto: Almeiro Cristóvão.

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Londaka aos 73’, Bem-vindo e Yury, aos 85 minutos, respectivamente, todo admostrado aos jogadores visitantes.

Jogos fora de campo: “Tivemos um resultado soado e fruto disso conseguimos um empate preciso e era este o objetivo dos católicos em somar pelo menos um ponto em Luanda“, enfatizou, em declarações à imprensa, no fim do jogo, o treinador adjunto do conjunto do Uíge, Almeiro Cristóvão.

Por sua vez, o treinador adjunto do Kabuscorp, Marcos Chivinda, disse nada estar perdido porque a equipa visitante debateu-se bem e os dois pontos perdidos em casa, em nada atrapalham os objetivos da equipa de Bento Kangamba conquistar do título do Girabola-Zap2018/2019.

Com este resultado, os católicos da província do Uíge, elevão para 19 pontos, enquanto o Kabuscorp soma 35 pontos, numa prova liderada pelo D’, Agosto, com 41 pontos e menos um jogo.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.