Governador do Uíge destaca papel da Angop

NOVO DELEGADO DA ANGOP (À ESQUERDA.) APRESENTADO AO GOVERNADOR PROVINCIAL, PINDA SIMÃO

Uíge – O papel da Agência Angolana de Noticias (Angop), no contexto da comunicação social nacional, foi destacado hoje, quarta-feira, na cidade do Uíge, pelo governador Pinda Simão.

O governante fez a afirmação durante a cerimónia de apresentação do novo delegado da Angop na província, João Damba, feita pelo Administrador Não Executivo da empresa, Gaspar Francisco.

Segundo Pinda Simão, a Angop é o órgão de informação nacional que faz a cobertura dos acontecimentos em todos os municípios do país, destacando-se, por isto, na produção de conteúdos locais.

Por seu turno, o administrador Gaspar Francisco, em declarações à imprensa, referiu que a mudança enquadra-se no âmbito da nova dinâmica em curso no país, onde a empresa é chamada a acompanhar os novos desafios.

Disse ter recebido garantias do governador em continuar a apoiar a empresa, em particular, e os demais orgãos de comunicação social, com vista a se prestar um excelente serviço público na divulgação da realidade da região.

Por sua vez, o novo delegado, João Damba, apontou o rigor, seriedade, responsabilidade e a organização como os desafios do seu mandato, esperando contar com o empenho de todos para o alcance dos objectivos desta nova direcção da agência.

De 52 anos de idade, integra os quadros da empresa há mais de 30 anos, tendo desempenhado, entre outras funções, as de sub- editor na delegação no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda.

É licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior João Paulo II (ISUP-JP II), da Universidade Católica de Angola (UCAN).

João Damba substitui no cargo o jornalista Santos Garcia Kiala, que durante 28 anos esteve a frente da delegação e que beneficia da reforma por tempo de serviço.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.