Mais de 60 mortes por Hiv no Uíge

Uíge – Sessenta e duas pessoas morreram de Janeiro a Outubro do presente ano, na província do Uíge, em consequência do Hiv/Sida, informou sexta-feira à Angop, nesta cidade, o supervisor do programa provincial de luta contra a doença, Benjamim Mazinga Nkambani.

Segundo o responsável, dos 78 mil 425 pessoas testadas no mesmo período, 1.221 resultaram em positivo, estando os mesmos a receber tratamento médico em várias unidades sanitárias da província.

Referiu ainda que do número de pessoas testadas (78.425), 23 mil 699 são gestantes, destas 194 resultaram em teste positivo.

Reconheceu que o número de pessoas infectadas com a doença, em comparação com o período anterior, registou um aumentou, tendo passado em 2016 de 817 casos positivos para 1.221 em 2017.

Garantiu estar assegurado o stok de retrovirais nas diversas unidades sanitárias da província do Uíge para os doentes acompanhados pelo programa de luta contra a doença nas diversas unidades sanitárias.

O responsável mostrou-se preocupado com facto de pessoas com novas infecções procurarem tardiamente o programa de luta contra a doença.

“Pedimos sempre aos nossos utentes que se encontram nesta condição a aceitarem o seu novo estado serológico e a começarem mais cedo com o tratamento, ao invés de recorrerem as unidades sanitárias em estado terminal da doença”, apelou .

Os municípios do Uíge, Negage, Sanza-Pombo e Maquela do Zombo foram apontados como sendo as localidades mais afectadas da província.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*