MPLA no Uíge destaca reformas que moralizam sociedade e desenvolve país

Uíge – O primeiro secretário do Comité Provincial do Uíge do MPLA, Pinda Simão, destacou hoje (sábado), as reformas políticas em curso no país para abertura democrática e as medidas para a moralização da sociedade e promoção do desenvolvimento económico, com vista a melhoria das condições de vida da população a curto prazo.

A observação foi feita, nesta cidade, no acto de apresentação da Agenda Política do partido para 2019, tendo incentivado as famílias e as organizações da sociedade civil a exercerem um papel, cada vez mais activo, na transmissão de valores que promovam a paz, irmandade e concórdia no seio dos angolanos.

Para o político, este ano é de grandes desafios para o partido, tendo apontado a realização do seu Congresso Extraordinário e o VIII ordinário da JMPLA, que visam adequar o funcionamento do MPLA as exigências actuais e dos compromissos políticos, económicos e culturais, sendo a sua principal acção a aposta da melhoria da intervenção social para diversificar a economia e aumentar a produção interna.

Na ocasião, recomendou a OMA, organização feminina do partido, a prestar maior atenção na materialização dos programas, promovendo acções de sensibilização e formação de militantes e de mulheres, com vista a uma participação activa nas eleições autárquicas, marcadas para 2020.

O Primeiro Secretario Provincial considerou ainda imperioso a necessidade do crescimento do número de militantes, organização e funcionamento das estruturas de base e dos seus órgãos, como vitais para o alcance dos desígnio do MPLA, partido no poder em Angola.

Na cerimónia, assistida pela Coordenadora do Grupo de Acompanhamento do Secretariado do Bureau Político do CC do MPLA para o Uíge, deputada Emília Carlota Dias, Pinda Simão, detalhou a Agenda Politica e às suas medidas para vencer os próximos desafios políticos, económicos, sociais, culturais, entre outros.

Durante a intervenção, o político referiu-se igualmente a reconciliação nacional, direitos humanos, a necessidade da preservação da paz, consolidação da unidade e reconciliação nacional, entre outros assuntos, como tarefas para o presente ano.

Via angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*