O excesso do lixo no Dunga despreocupa a Administração Municipal do Uíge

Por Abelardo Domingos

Os moradores do Bairro Dunga estão preocupados com a saúde, devido a invasão de lixo nas ruas, que a administração municipal esqueceu de remover por razões que restam ainda por esclarecer. A falta de contentores de lixo é apontada também, como sendo uma das causas  da concentração do lixo nas vias públicas.

O lixo exposto por muito tempo, produz o mau cheiro que infecta o ar e as moscas, o que põe em perigo a vida dos habitantes daquele bairro, um dos mais populares da cidade do Uíge.

Os moradores daquela zona sentem-se agastados com a má gestão da recolha do lixo por parte da Administração Municipal do Uíge e da empresa contratada para tal fim, que não conseguem limpar as ruas do bairro Dunga, permitindo assim criar um acúmulo de lixo nas zonas de maior concentração populacional, como por exemplo, no mercado do Dunga, por detrás da maternidade e rua M que dá acesso a feira, situação que provoca doênças como a cólera que já provocou mortes recentemente ( ver Registados mais de 150 casos de cólera no município do Uíge )

Segundo a senhora Joana Paulo, moradora do bairro, afirmou ao Wizi-Kongo que “com essa acumulação de lixo mesmo na porta da maternidade que foi feita em busca de saúde, invés disso sai-se com mais doenças, pois são muitas moscas, o mau cheiro, será que o governador não sabe disso? A falta de contentores para o depósito de lixos e a falta da recolha do lixo a tempo, cria esse acúmulo de lixo, e quando chove, a água que sai das casa acaba por arrastar o lixo tirando o sono de muitos moradores e colocando em perigo os piões, pois ocupam uma boa parte do passeio. Existem vezes que o lixo faz trinta dias sem que a Administração municipal se preocupa na recolha do mesmo, isso é brincadeira”.

Bairro Dunga situa-se a oeste do centro da cidade do Uíge, onde é localizado o Hospital Provincial e a Emissora da Rádio Nacional de Angola (RNA).

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*