Onda de criminalidade preocupa autoridades

Imagem simbólica!

Por Nicodemos Paulo

O governador da província do Uíge pediu, quinta-feira, na cidade do Uíge, às autoridades tradicionais que colaborem ainda mais com a Polícia Nacional no combate à criminalidade com denúncias contra “todas as formas de crime e violência contra as pessoas e destruição de bens públicos.”

Pinda Simão, que manteve um encontro com responsáveis do Comando Provincial do Uíge da Polícia Nacional, disse ser condenável a forma como crianças são abusadas e os  bens públicos vandalizados na província do Uíge.

No entender do governador Pinda Simão, as autoridades tradicionais devem jogar um papel importante por conhecerem quase todos os membros das aldeias, incluindo os que têm comportamentos desviantes.
O governador considerou “irresponsável e criminoso” o comportamento de cidadãos que se aproveitam da proximidade linguística e cultural com os cidadãos da República Democrática do Congo para facilitar a entrada ou acolher estrangeiros no país a pretexto de serem familiares.

“Aqui,também, os sobas devem jogar um papel imprescindível para impedir tais actos criminais, pois só assim estarão a contribuir para o desenvolvimento e tranquilidade das nossas comunidades”, acentuou o governador Pinda Simão, que garantiu aos sobas o seu engajamento pessoal na solução paulatina dos problemas que afectam a população.

O encontro foi realizado com o objectivo de se encontrar soluções para o reforço do combate à proliferação da criminalidade, ao auxílio à imigração ilegal e a melhoria de vida da população.
No encontro, a administradora municipal interina do Uíge, Alzira da Conceição, disse esperar do governador Pinda Simão o seu engajamento pessoal.

Via JA

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.