Pânico no colégio Dissengomoka toma conta mais de mil alunos

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 14/02 (Wizi-Kongo) – Instalou-se o pânico e suspense no colégio Dissengomoka, de cabeça perdida os mais de mil alunos estão nesta situação, depois que ouviram do possível encerramento do ano lectivo/2020 da primeira e maior instituição de ensino privado a entrar em funcionamento no Uíge, desde 2006.

Localizado na urbanizada rua D do bairro Mbemba Ngango, antigo Montanha Pinto, periferia da cidade do Uíge, o colégio Dissengomoka, fundado pelo malogrado professor e psicólogo, Dissengomoka Sebastião Alexandre, em 2006, que, este ano, pode ver encerrada as portas por alegada falta de legalização dos cursos e das péssimas condições em que são ministrados, soube hoje, Wizi-Kongo, da fonte da Palanca TV/Uíge.

Segundo a fonte, em causa está a falta de legalização dos cursos e das péssimas condições em que são ministrados, com destaque os ligados a técnicos de saúde, estando, para isso, neste momento o pânico e o suspense tomar conta dos referidos alunos, muitos deles já frequentando o último ano e outros que já terminaram e não vêem autenticidade nos seus certificados.

Entretanto, desde a sua criação, em 2006, até ao momento, o referido colégio já lançou no mercado de trabalho, milhares de finalistas.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.