Paulo Saraiva de volta a casa e assume destinos do Santa Rita FC

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 04/12 (Wizi-Kongo) – Paulo Saraiva, treinador obreiro que ajudou, em 2016, ascender a equipa do Santa Rita FC, a primeira divisão nacional, vulgo Girabola-Zap, voltou mais uma vez a ser aposta da direcção liderada por Nzolani Pedro e, nesta terça-feira, voltou a casa para assumir os destinos dos católicos na maior competição futebolística de Angola, Girabola-Zap/2018-2019.

Os bons filhos voltam a casa e foi neste pensar que certamente Nzolani Pedro e Paulo Saraiva chegaram no consenso e jogaram de parte as desavenças que existiram dias depois do treinador angolano ter apurado a equipa na primeira divisão e, foi substituído pelo português Sérgio Traguil, que, igualmente, Traguil voltaria a ser substituído por Hélder Teixeira e apesar das mudanças constantes de treinador no balneário a equipa a acabou por ser despromovida da prova.

Desta vez, Paulo Saraiva substitui outro angolano Tseka Toya a frente a equipa do Santa Rita FC, tendo assinado um contrato valido até o fim da época desportiva numa casa que bem conhece, cuja estreia marcada como novo treinador acontece neste sábado (08), diante do Kabuscorp do Palanca, em jogo referente a 5ª jornada do Girabola-Zap/2018-2019.

Saraiva, voltou nesta sua nova aventura a pisar o relvado do estádio 4 de Janeiro em companhia do presidente da equipa Nzolani Pedro, minutos depois dos dois terem chegado da capital do país, Luanda, por onde partiram hoje, por volta das 9 horas da manhã.

Logo que chegou no estádio, uns gritos e salvas de palmas se ouviu por parte dos adeptos, que espectates ali aguardavam sua chegada. Minutos depois, estendeu as suas mãos como gesto de agradecimento as saudações que lhe eram transmitidas e em seguida começou abraçar um por um os membros que no banco se encontrava assistir os treinos da equipa no meio de uma chuva miúda, com o treinador adjunto, João Paulo no comando das operações.

Não tardou, foi abordado pelo Wizi-Kongo e não se fazendo de rogado, Paulo Saraiva, começou por declarar que “estou de volta a uma casa que conheço e com isso começo aqui mais um desafio na minha carreira como treinador, os objectivos passam pela manutenção da equipa na primeira divisão e foi isso que a direcção do Santa Rita FC também pediu e, com isso, resta apenas trabalhar e conseguir bons resultados, tanto nos jogos de casa e dos desafios fora de casa”.

Segundo ele, sublinhou existir bons jogadores no plantel do Santa Rita FC, tendo afirmado a necessidade de criar um grupo forte capaz de ombrear-se de igual para igual com as demais equipas que fazem parte do campeonato, com vista a evitar derrotas atrás de derrotas que possam comprometer os anseios de permanência da equipa na fina flor do futebol nacional.

Nzolani Pedro, Por sua vez, presidente do Santa Rita FC, igualmente, não agitou e disse encontrar na qualidade do treinador como sendo o maior motivo em voltar a deposita-lo confiança, tendo assumido criar as condições necessárias para o treinador com vista a facilitar os trabalhos de treinamento e não só. Avançou que que o treinador já acompanha a equipa há tempo, por isso, acredita que Paulo Saraiva não terá muitas dificuldades em incutir os seus métodos no conjunto e com isso esperar bons resultados nos jogos que faltam por se disputar no campeonato.

Paulo Saraiva de 49 anos de idade, que elevou o Santa Rita FC pela primeira vez na 1ª divisão nacional/2016, iniciou a sua carreira como treinador no Domant FC DO Bengo, Atlético do Namibe, Estrela Clube 1º de Maio de Benguela, Santa Rita FC e Atlético Sport Aviação (ASA).

Em quatro jornadas já disputadas, o Santa Rita FC consentiu três derrotas e uma vitória por via da secretária, tendo averbado oito golos e marcado apenas um.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*