População do Calumbo beneficia da assistência integral de saúde

Imagem de arquivo

Uíge – A população do Calumbo, 16 quilómetros a Sul da cidade do Uíge, beneficiou nesta sexta-feira, de assistência médico integral da Direcção Municipal de Saúde, que esteve na aldeia com uma equipa técnica que efectuou um rastreio a situação sanitária local com vista a prevenir patologias.

Na actividade, os técnicos realizaram tratamento dos pacientes que receberam no momento medicamentos essenciais diversos, houve sessões de aconselhamento sobre como eliminar charcos de água, lixeiras, as larvas dos mosquitos, modo de uso correcto dos mosquiteiros e outras medidas.

Além das consultas, a população da aldeia Calumbo beneficiou ainda dos serviços prestados pelo Programa Alargado de Vacinação (PAV), com vacina contra sarampo, pólio, tétano, pentavalente, administração de vitamina A, testes rápidos de malária e de hiv-sida.

Estiveram envolvidos no rastreio 30 elementos, entre técnicos, médicos, analistas, motoristas e agentes de desenvolvimento comunitário (ADECO), que sensibilizaram a população para aderir aos cuidados primários de saúde, assim como fizeram a fumigação contra os mosquitos nas ruas e nas casas.

O director Municipal da Saúde do Uíge em exercício, Rui Adelino Diaculo, no fim da campanha deu a conhecer que foram registados na aldeia Calumbo 103 casos de malária em 150 pessoas testadas, tendo sido os pacientes assistidos com Coartem e para outros doentes com diversos medicamentos para as doenças testadas.

A malária como patologia principal nas comunidades exige esforços para a população  primar por reforçar o saneamento básico do meio e fazer o uso correcto dos mosquiteiros.

Na aldeia de Calumbo se regista 20 a 30 casos de malária por dia , segundo o enfermeiro do posto de saúde, Manuel Lutumba.

Já o soba da aldeia Calumbo, António Osvaldo, agradeceu a iniciativa da Direcção Municipal da Saúde por ter planificado a campanha de rastreio das doenças junto da população, tendo apelado para o reforço dos técnicos sanitários no posto da circunscrição.

Actualmente, o sobado do Calumbo controla uma população estimada em quatro mil e 720 habitantes, na sua maioria camponeses.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.