SIC apresenta suposto casal de marginais no Uíge

Imagem simbolica

Uíge – Um casal de cidadãos nacionais, de 23 e 19 anos de idade, identificados por Gabriel Pedro e Igracia Nango, que alegadamente se dedicava a roubo com recurso a arma de fogo, foi apresentado hoje, quarta-feira, nesta cidade, pelo Serviço de Investigação Criminal, após o seu desmantelado nos dias 23 a 26 do corrente mês.

A detenção do casal foi possível por via de operações realizadas pela corporação antes, durante e depois do natal, através de denúncias de cidadãos nacionais e por via de fontes espontâneas, que culminou na custodia de 21 outros cidadãos, por prática de diversos crimes, com  destaque a furtos, roubos e homicídio voluntário, usando arma de fogo.

Igracia Nango, segundo revelou,  à imprensa,  o director local do SIC, superintendente-chefe Manuel Frederico Constantino, seduzia os motoqueiros e depois que conseguisse um  taxista, dirigia-se com ele ao local combinado, via Songo, onde o esposo Gabriel Pedro e mais outros dois elementos, cujos nomes não foram avançados, com uma arma de fogo do tipo AKM, se apoderavam da motorizada.

Gabriel Pedro e Igracia Nango têm uma filha aparentemente de um ano e seis meses. O casal encontra-se detido preventivamente na cadeia do SIC.

O oficial referiu que o resultado da investigação foi realizado com buscas dirigidas nos bairros Mbemba Ngango, Papelão, Catapa, Gai, Candombe-Velho, Pedreira, via pública e centro da cidade, nos dias 23 a 26 do mês em curso, culminando com a detenção de 21 cidadãos nacionais com idade compreendidas entre os 16 aos 38 anos de idade.

Deste número, sublinhou,  seis cidadãos foram detidos por prática de crimes de furtos, sete por roubo, dois por violação de menor, três por prática de crime de homicídio voluntário e três outros por uso de arma de fogo sem licença ou autorização.

Através do trabalho realizado pelo SIC neste período, sublinhou, foi possível a apreensão de duas armas de fogo de tipo AKM, igual número de caçadeiras, cinco munições, dois carregadores, bem como de uma botija de gás butano, igual número de cadeira plástica e balde,  um piano e dois vidros de viaturas.

Manuel Constantino felicitou o comportamento dos cidadãos na denúncia de diversos crimes que acontecem em várias localidades da região,  deixando um alerta no sentido das famílias não se esquecerem do período da quadra festiva, momento este aproveitado muitas vezes pelos marginais.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*