Vela causa incêndio na centralidade do Quilomosso

Uíge – Um apartamento incendiou na noite de quarta-feira, na centralidade do Quilomosso, cidade do Uíge, em consequência do desgaste de uma vela que causou a destruição parcial dos bens, sem causar vítimas, apurou a Angop.

O incêndio, o primeiro na centralidade, acontece num momento em que a cidade capital e outras localidades da província estão sem energia eléctrica há mais de dez dias, o que tem obrigado os populares a buscarem fontes alternativas de iluminação e conservação dos bens alimentares.

A residência afectada começou por ser intervencionada pelos moradores, tendo sido o fogo extinto pelo Serviço de Protecção de Civil e Bombeiros do Uíge.

Segundo testemunhas que ajudaram a extinguir o fogo na fase inicial, a causa do incêndio foi negligência no posicionamento da vela que, depois de derreter, uma parte cedeu fora da base metálica, atingindo de seguida o chão, vestuários, eletrodomésticos e outros bens, propagando-se pelo resto do apartamento.

Diante do sucedido, os moradores lamentaram a inexistência de uma unidade dos Bombeiros na centralidade, o que contribuiu para a extinção tardia do fogo.

Segundo o cidadão Albertino Matondo, na localidade um posto da Polícia Nacional, e considera urgente que a Administração da centralidade trabalhe também para a instalação de uma unidade de bombeiros para se evitar situações piores.

Outro aspecto apontado pela moradora Rosa Sofia está ligado com a ausência das chamadas “bocas de incêndio”, que ajudariam a combater incêndios em fase inicial, assim como detectores de fogo, depósitos de areia, a semelhança das bombas de combustíveis, extintores e outros meios auxiliares.

A centralidade tem actualmente mais três mil habitantes.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.