A intolerância no Brasil faz mais uma vítima: O Mestre Afro-Brasileiro de Capoeira Moa de Katende perde a vida!

ESCALADA DA INTOLERÃNCIA E DO ÓDIO FAZ MAIS UMA VITIMA: UNIVERSO DA CAPOEIRA E O POVO AFRICANO BRASILEIRO PERDE MOA DE KATENDE..!

INSTITUTO LATINO AMERICANO DE TRADIÇÕES BANTU(ILABANTU), Nzo Tumbansi Tua Nzambi Ngana Kavungu, e o Centro Internacional das Civilizações Bantu(CICIBA), lamenta, com dor e tristeza, mais uma vitima da intolerância e do ódio, a morte do mestre de capoeira conhecido por Moa de Katende ou Moa do Afoxé, assassinado brutalmente com 12 facadas nas costas na madrugada desta segunda-feira (8), em um bar em Salvador, após dizer que tinha votado em Fernando Haddad (PT) para a presidência da República.

O autor do crime, que teria começado a discussão, manifestou aos gritos seu apoio a Jair Bolsonaro (PSL), de acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA). Mestre Moa, artista, compositor, musico, estava em um bar no bairro Engenho Velho de Brotas por volta das 2h40 desta segunda-feira.

O assassino chegou ao local gritando o nome de Bolsonaro. A analisar o corpo da vítima, a perícia constatou que foram desferidas 12 facadas na região das costas.

Em setembro do ano passado o ILABANTU – Nzo Tumbansi, CICIBA e Wizi-Kongo.com, teve a honra de participar das homenagens pela passagem dos 60 anos de vida de Moa de Katende, celebrado no espaço da TOCA – Terreiro Original de Capoeira Angola, no bairro do Valo Velho, zona sul de São Paulo, Brasil, dirigido pelo também mestre Mestre Limãozinho. Perda irreparável…!!

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*