Enfermeiros da Damba sofrem duras ameaças por reclamarem 38 meses sem salário

Por Alfredo Dikwiza

Damba, 10/08 (Wizi-Kongo) – Depois de verem 38 meses privados de seus salários, os enfermeiros, guardas, técnicos admistrativos, auxiliares de limpeza e higiene, todos contratados, decidiram convocar uma greve no início deste mês, fazendo uma carta revindicativa dirigida a admistração municipal da Damba com o conhecimento do comando municipal da Polícia Nacional local, situação essa que levantou a ira do responsável da saúde na Damba, Bunga Mário (na imagem).

Bunga Mário depois ter tomado conhecimento da situação sobre a carta enviada a administração e PN, na tarde do dia 07 do corrente mês, deslocou-se ao hospital Rainha Santa ao encontro dos enfermeiros em serviço fazendo fortes ameaças contra os técnicos em serviço, tendo chegado ao ponto de suspender cinco (5) técnicos contratados, entre estes destacam-se Jorge, Miguel Garcia, Sebastião Mungo, Filó Paulo Miguel e o auxiliar João Lusevikuenu, soube hoje, sábado ao Wizi-Kongo, juntos do cidadão nacional, Simão Teca Manuel.

Ao invés da ditadura, começou por dizer, Simão Teca Manuel, aquele responsável deveria preocupar-se em pagar os 38 meses de salário que estão dever dos outros, se ele acha que a situação não é da sua competência, Bunga Mário, então deve informar ao seu superior para pagarem os dinheiros deste técnicos, estes são pais de familia, disso não podem esquecer.

Na Damba, sublinhou, Bunga Mário, que exerce o cargo de director do gabinete municipal da saúde, esta ser tido como um pequeno ditador, pois não paga 38 meses de salário dos técnicos de saúde contratados por ele e a sua equipa de trabalho.

“Admistradora municipal da Damba, Rosa Garcia, em nome do povo da Damba que faça a exoneração de Bunga Mario, porque nos dias de hoje ser chefe é ser um lider e não é ser um arrogante e passar a intimidar os seus colaboradores, o lider é aquele que dialoga com os seus subordinários, o lider é aquele que aprende com os seus colaboradores, Bunga Mário o seu pensamento é da pedagogia tradicional, olha para os subordinários como vazios”, atirou, Simão Teca Manuel.

Antes de terminar a entrevista, o cidadão nacional, deixou no ar às seguintes palavras “viva o espirito revindicativo, viva a bravura dos nossos irmão e a coragem de estarem a denunciarem os males que lhes é afeito”. Município da Damba, dista por estrada a 197 quilómetros da cidade do Uíge, localiza-se ao norte da província do Uíge. Possui 63 mil e 580 habitantes.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.