Restos mortais do jornalista Mpasi Zamoko já repousam no Cemitério do Benfica

Luanda – Os restos mortais do jornalista/tradutor da Agência Angola Press (Angop) Mpasi Zamoko Miguel, falecido na quarta-feira, em Luanda, vítima de doença, foram neste sábado, a enterrar no cemitério do Benfica.

António Paulino Neto, Editor do Desk de Documentação e Informação da Angop, enalteceu, no elogio fúnebre, as qualidades de Mpasi Zamoko Miguel, caracterizando-o como um profissional exemplar que sempre sob dignificar o seu trabalho.

Por este facto, a classe jornalística angolana perde um dos seus melhores profissionais e a Angop, um quadro que ainda muito prometia dar.

Nesta hora de dor e consternação, o Conselho de Administração da ANGOP inclina-se, perante a sua memória, e endereça, em seu nome, e em nome de todos os trabalhadores da agência,  à família enlutada, as suas mais profundas condolências.

No elogio fúnebre da família, lido pelo sobrinho Simão Paz, destacou  as qualidades do malogrado, tendo considerado como um pai amigo, exemplar e íntegro.

Já a representante da igreja Baptista de Angola, Elisa Ambrósio, disse que Zamoko Miguel foi um membro incansável que se entregou totalmente à igreja, tendo sido um insigne conselheiro para todos os membros, principalmente para as novas gerações.

Assistiram ao acto fúnebre, os administradores para as áreas de Conteúdos e da Técnica da Angop, José Chimuco e Manuel Lusito André, respectivamente, além de colegas de trabalho, familiares, amigos e membros da igreja.

O malogrado foi admitido nos quadros da Agência a 25 de Junho de 1985 como jornalista, no Desk de Documentação e Informação (DEDI), e, posteriormente, foi transferido para a Redacção Exterior, concretamente no Desk Espanhol, até à data da sua morte, com o cargo de sub-editor, onde exercia a função de tradutor.

O jornalista Mpasi Zamoko Miguel, nasceu a 06 de Julho de 1962, no município da Damba, província do Uíge, filho de Mpasi Zola e de Albertina Diavula.

Em 1983/84, concluiu no Centro Pré-Universitário do Uíge, o quarto semestre do curso pré-universitário Pedagógico de Ciências Sociais.

Em 1985, foi indicado pela Angop, para uma bolsa de estudo na República de Cuba, tendo concluído a licenciatura em 1992, em jornalismo, pela Universidade de Oriente.

Exerceu igualmente a função de delegado municipal da Angop em Viana (nomeado a 5 Agosto de 1992).

Deixa viúva e quatro filhos.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*