Sector social da Damba regista progressos

Uíge – O sector social do município da Damba registou nos últimos anos progressos significativos traduzidos no aumento considerável de unidades sanitárias e estabelecimentos escolares.

O administrador municipal da Damba, Abel do Rosário Nsingui que revelou o facto hoje, sexta-feira, à Angop, a margem da realização de um culto de acção de graças que marcou a abertura das festividades dos 68 anos da elevação da localidade a categoria da vila, ressaltou o crescimento da rede sanitária, com aumento do número de postos de saúde.

Exemplificou que das 21 unidades sanitárias até 2002, actualmente o município conta com 31 postos de saúde e um hospital municipal.

Para ele, a capacidade de assistência também tende a crescer  apesar de que muitos dos quadros do sector funcionar em regime de contratatados, augurando a necessidade de haver esforços a luz dos novos concursos públicos para admissão dos mesmos ou de outros.

“Na educação também estamos a construir novas escolas, além disso, temos que reabilitar também as escolas antigas que estão a degradar e o número de alunos cresce cada vez mais”, disse, sem referir o número de alunos do município.

Como referiu, quatro mil alunos a nível do interior da circunscrição estão fora do sistema normal do ensino, por insuficiência de salas e professores, assim como a necessidade de diminuir carga de professores que lecionam duas a três classe, com vista a garantir a qualidade do ensino.

Abel do Rosário reconheceu que o processo do comércio a nível da circunscrição é tímido, apontando com factor que emperra o processo a falta de energia eléctrica e água.

Para as festas dos 68 anos da vila da Damba, que este ano está na sua 5ª edição , estão programadas, dentre outras actividades, uma feira agropecuária e de cultura e artes, palestras sobre a importância do comércio rural para alavanca da economia local e vantagens e desvantagens das redes sociais.

A vila da Damba, 197 quilómetros a norte da cidade do Uíge,  em 30 de Dezembro de 1911 foi criado um posto militar que era  intermediário entre postos do Zombo e do Bembe. Em 1913 passou a Capitania-mor e a circunscrição em 1921 e poucos meses depois Damba passou a regime civil.

Em 1929 chegou a ser a sede do Concelho com o mesmo nome. No tempo colonial a vila da Damba festejava no dia 14 de Setembro como o dia da vila.

O município da Damba tem uma população de 63.580 habitantes (censo de 2014) distribuidos em 313 povoações e quatro comunas (Nsosso, Pete Kusso, Lembua e Kamatambo).

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*