Comité de gestão balanceia recomendações da Unesco sobre Mbanza Kongo

Mbanza Kongo – Os membros do Comité de Gestão Participativa do centro histórico de Mbanza Kongo, província do Zaire, encontram-se reunidos desde a manhã de hoje (quarta-feira) para, entre outros assuntos, balancear o grau de cumprimento das recomendações saídas da 41ª sessão do comité do património mundial da Unesco sobre esta cidade elevada a património mundial a 08 de Julho de 2017.

Entre as nove recomendações deste organismo internacional, constam a construção de um novo aeroporto para Mbanza Kongp (o actual localiza-se no centro da cidade), a remoção ou substituição das antenas das operadoras de telecomunicações (Unitel e Mocivel), bem como a torre da Emissora Provincial da Rádio Nacional de Angola (RNA).

O evento que está a ser orientando pelo vice-governador do Zaire para o sector político, económico e social, António Félix Kialungila, em representação do governador provincial conta com a presença da secretária de estado da cultura, Maria da Piedade de Jesus.

Na abertura do evento, a secretária de estado da cultura disse que o Executivo angolano está a trabalhar à velocidade de “cruzeiro” para o cumprimento das recomendações deste organismo internacional sobre Mbanza Kongo, cujo prazo termina em 2020.

“Estamos congratulados de cá estarmos, porque vai ajudar-nos a ver até que ponto algumas tarefas foram realizadas. Algumas mais difíceis ainda não foram feitas, como é o caso do novo aeroporto para Mbanza Kongo”, referiu.

Informou que o Executivo angolano deverá produzir até final deste ano um relatório de actividades sobre o grau de cumprimento das recomendações que poderá ser analisado na reunião do comité do património mundial da Unesco a realizar-se entre Junho e Julho de 2020.

Temas como a conservação e preservação do centro histórico de Mbanza Kongo, requalificação das quatro fontes de água (Santa, Madungu, Ntentembua e Kilumbu), assim como a apresentação do projecto do futuro museu do Reino do Kongo, constam da agenda da reunião.

Integram o Comité de Gestão Participativa do centro histórico de Mbanza Kongo, entre outras entidades, o governador provincial (coordenador), os ministérios da Cultura, Educação, Finanças, Hotelaria e Turismo, Construção, Urbanismo e Habitação, Administração do Território, Interior, Ambiente e Ensino Superior.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.