Professores do Kimbele prometem boicotar ano lectivo 2019/2020

Por Alfredo Dikwiza

Kimbele, 04/10 (Wizi-Kongo) – O colectivo de professores, num total de 38, efetivos do Liceu do município de Kimbele, província do Uíge, prometem boicotar o ano lectivo/2019, caso continuem a ser descontado os seus salários injustamente.

Segundo falaram, hoje, sexta-feira, na sede de Kimbele, ao Wizi-Kongo, que o protagonista dos descontos injustos é o subdirector pedagógico e secretário para informação do MPLA de Kimbele, Afonso Manuel (na imagem), este, dá-se ao luxo em comunicar as faltas, numa altura em que os professores estavam dispensados em pausa pedagógica.

“Numa altura em que os professores envontravam-se em pausa pedagógica, como é aquele político bajulador, colocou faltas à todos ausentes e comunicou de imediato, sem dar conhecer à ninguém, tão-pouco cumprir com os procedimentos administrativos e jurídicos da instituição, neste preciso momento, os alunos correm o risco de perderem o ano lectivo, devido os fortes protestos que se regista na instituição e não só”, alertaram, antes de pediram que seus nomes não fossem citados.

Na breve entrevista ainda foi há tempo de afirmarem que, uns foram lhes descontandos 100 mil kwanzas e outros o salário completo, acrescentado que no Liceu local foi inventado um livro de ponto, no qual se desconfiam os destinos dos mesmos dinheiros.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.