Sobas de Kimbele apelam ao respeito da decisão do povo

Kimbele – As autoridades tradicionais de Kimbele apelaram hoje, quarta-feira, aos concorrentes às eleições de 23 de Agosto a respeitar a vontade do povo sufragada nas urnas.

Em declarações à Angop, o rei da região dos Bayaka, Muana Uta Kabamba, defendeu a necessidade de se respeitar a vontade do povo por ser o juiz final.

Para o “soberano”, a reivindicação dos partidos sobre os resultados provisórios divulgados pela CNE tem como finalidade retardar o progresso do processo.

Por sua vez,  o soba da comuna do Icoca, Ngongo Pululu, referiu que a dedução antecipada dos partidos, antes da marcha dos eleitores às urnas, distribuição do material de propaganda e presença em massa da população em actos políticos iludiu os vencidos.

O resultados definitivos das eleições de 23 de Agosto deste ano, a nível da província do Uíge, dá vitoria ao MPLA com 278. 758 votos, correspondentes a 71,31 por cento, seguido pelo UNITA com 72. 315 votos (18, 51 por cento.

A CASA-CE, 23. 935 votos (6,13 por cento), seguida da FNLA,  6.453 votos (1, 65 por cento), PRS 6. 001 votos (1, 54 por cento), enquanto a APN obteve 3.125 votos (0, 80 por cento).

Durante o escrutínio de 23 de Agosto foram registados 18.111 votos brancos, correspondentes a 4,38 por cento, 3.971 nulos, equivalentes a 0,96 por cento, 720 votos reclamados, correspondente a 0,18 por cento, totalizando 390. 587 votos válidos.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.