A CÉLULA DA UPA EM LOBITO FOI CRIADA EM 1958!

 

Depois da célula de Luanda, criada por volta de 1956 ( Ngola Kabangu), com Cónego Manuel das Neves como o seu coordenador, a UPA criou outra, no Porto de Lobito, em Dezembro de 1958.

São marinheiros negros-americanos, recrutados pelos nacionalistas angolanos exilados no ex-Congo-Belga, para transportar materiais de propaganda da UPA, de porto de Matadi para porto de Lobito, que vão fundar a célula de Lobito. A FNLA, menciona, nos seus arquivos, que o americano GEORGE BARNETT como sendo a pessoa que mais se dedicou na fundação da célula de Lobito da UPA.

A célula de Lobito contou como primeiros membros: Jorge Valentim, ex-ministro do GURN por parte da UNITA; Moisés Kayaya; Tadeu; Adão Kapilango; Cerqueira J. Lourenço, pai do presidente de Angola, João Lourenço (na imagem); João Baptista Traves Pereira, o primeiro chefe de Estado Maior do ELNA (braço guerrilheiro da FNLA), não obstante ser natural de Kunene e outros.

Apesar da propaganda da PIDE de considerar a UPA (UPNA antes de 1958) como uma organização regional, com a constituição das células em Luanda e em Lobito, antes de 1961, demonstra que o movimento independentista fundado por Johnny Eduardo Pinnock, Borralho Lulendo e Barros Nekaka, era nacionalista.

Por mais informações o favor de consultar a seguinte ligação:

ÁLVARO HOLDEN ROBERTO, O PAI DO NACIONALISMO ANGOLANO

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*