“Tokoismo. Filosofia da Libertação” apresentado em Benguela

No âmbito do Centenário de Simão Toko, que se assinala em 24 de Fevereiro de 2018, a obra intitulada “Tokoismo. Filosofia da Libertação” da autoria de Patrício Batsikama foi apresentada no Salão Nobre da
Administração Municipal de Benguela, numa actividade prestigiada pela Administradora Adjunta daquele município, Dra. Maria José Garcia.

Para o Dr. Mário Kajibanga, a importância histórica da participação de Simão Toko é do interesse nacional, razão pela qual o Estado assume uma relação de parceria com a Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo – os Tocoísta. Este livro, diz o Director Provincial da Cultura em Benguela, traz um debate e convida os jovens a conhecer a sua história para melhor perceber as realidades que vivem.

O autor, Patrício Batsîkama, apresentou o seu livro explicando a Filosofia da Libertação, em comparação com Simone Weil, Edgar Morin e Henrique Dussel. Explicou que o Tokoismo é um Programa sobre a Paz, que cabia a Igreja Tocoísta trabalhar sobre a Teologia Tokoista. Realçou a importância dos tokoistas para integridade histórica, de maneira que os tokoistas nacionalistas beneficiassem de pensão dos antigos combatentes. O autor manifestou-se feliz pelo facto de ver o Salão Nobre acolher essa actividade, e agradeceu o gesto. “É preciso sair dos bunkers, e discutir o Tokoismo noutros horizontes não tokoistas”, diz o autor.

O padre Dr. Chimboto colocou uma pergunta pertinente: “estou feliz e gostei de estar aqui… interessa-me fazer uma pergunta: qual é a Teologia da Libertação do Tokoismo”. Ao responder a pergunta, Patrício Batsîkama começou por realçar a importância dessa pergunta que qualificou inteligente. E rematou: “algumas explicações estão no livro… ainda assim, no Volume II, publicarei “Tokoismo. Teologia da Libertação” até Fevereiro de 2018. O manuscrito está a ser corrigido pelos revisores”. E ficou patente o compromisso do Patrício Batsîkama enviar o manuscrito para o Padre
Chimboto para as “saudáveis críticas”.

Convidada a tecer algumas impressões, a Administradora adjunta do Município de Benguela, Dra. Maria José Garci revelou que ela é formada em História e que alguns anos atrás ela tutorou dois estudantes que
abordaram o Tokoismo nas suas monografias. “Naquela altura, existiam poucas coisas… e fico feliz hoje ver uma obra consistente sobre o assunto”.

As actividades terminaram com a sessão de autógrafos, e com uma oração de “Pai Nosso” orientado pelo Reverendo Pastor Celestino Kangela.

O livro “Tokoismo. Filosofia da Libertação” foi publicado pela Editora Solwidi, Lda, numa tiragem de 3000 exemplares. O preço do capa do livro é de 4.000Akz.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*