Coreón Du canta kikongo acompanhando Ricardo Lemvo

Por Sebastião Kupessa

Numa canção intitulada “Mamacita” da autoria do cantor Ricardo Lemvo, o artista angolano Coreón Du, faz um vocal numa das línguas nacionais de Angola: Kikongo. Habituado a cantar em lingua portuguesa e inglesa, a intervenção do Coreón Dú numa das línguas nacionais faladas em Angola, constitui uma surpresa, para muitos melómanos Angolanos. O single está tocar actualmente nas emissoras do país. O CD será comercializado brevemente em Los Angeles(USA) e em Luanda.

“Aahh mama, amor, yambula lulendo, yambula mavuanga” assim cantou Coreón Du, num kikongo perfeito, isso sugere que artista angolano domina bem uma das línguas nacionais faladas em Angola, ao contrário de que muitos pensam, que ele é um produto puramente creólo de Angola.

Contactado pela redacção do Portal do Uíge e da Cultura Kongo, wizi-kongo.com, Ricardo Lemvo, afirmou que o artista musical angolano, Coreón Du, é um cantor completo, que possui uma das lindas vozes que conhece, que pode ser aproveitada na promoção dos rítmos folclóricos tocados em Angola.

Ricardo Lemvo é autor, compositor, cantor nascido em 3 de setembro de 1957 em Kimpese, Baixo-Congo, na RDC, de origem angolana, vive há vários anos em Los Angeles, Califórnia (Estados Unidos). Ele é uma das grandes vozes da rumba e do soukous congolês, e também se destaca no kizomba angolano, na salsa cubana (versão afro-cubana africana) ou no samba brasileiro, estílos interpretados com seu grupo Makina Loca e cantados em Lingala, em Kikongo, inglês, francês, espanhol, português e até turco. Ele interpretará sua famosa música “Mambo Yo Yo” com a maior orquestra de salsa pan-africana.

Ricardo Lemvo vai actuar em Angola, nos dias 6 e 7 de Outubro, no presente ano, na marginal do rio Catumbela, a convite da organização “Soba Catumbela”, com om patrocínio da Cuca “Cervejas de Angola”, um espectáculo que vai participar artistas como:  Teddy Nsingi, Mosi J. Label, Mvula, Pop Show band, Sentido Proibido, Luwawa, etc. Antes do seu regresso em Los Angeles, onde reside, Ricardo Lemvo, vai produzir também um espectáculo na Ilha de Luanda, em club Miami, no dia 10 de Outubro.

Quanto ao Coreón Du, em  2010 lançou o seu álbum de estreia, “The Coréon Experiment”, uma fusão de sonoridades que reflectem as suas principais influências musicais, misturando o Pop com o Semba, Jazz, Kilapanga, Funk, Bossanova, Rock, Kuduro, ritmos latinos e Kizomba. O disco recebeu boas críticas e impulsionou uma tournée internacional em festivais de Jazz, incluindo uma performance no mundialmente reconhecido Festival de Jazz de Madrid, em 2012, que transportou Coréon Dú para o mercado internacional.

Em 2013 lançou “The We Dú Experiment”, um álbum de remixes que mostrou novas interpretações das suas músicas, desenvolvidas por uma extensa lista de colaboradores que inclui Phil Asher, Daniel Haaksman, DJ Spooky, DJ Satellite, Luiz Brasil, José de Divina, Elias de Menezes, Jerry Charbonier, Lenni Sez e Nuno Mendes.

Além dos seus próprios trabalhos, Coréon Dú tem também sido convidado para duetos com músicos como Os Namayer, Leo, Filipe Mukenga & Filipe Zau, Noite e Dia e Maskarado. Recentemente, Coréon fez a abertura para o célebre músico brasileiro Seu Jorge, em Outubro de 2013, em Luanda (Angola), actuou no Winter Music Conference 2011, em Miami, na primeira edição do festival LusoFone, em Braga, Portugal, em 2013, no FestiSumbe 2013 e no Luanda International Jazz Festival, em 2012.

O trabalho criativo de Coréon fora da indústria musical tem também vindo a merecer atenção internacional. Criador e produtor da novela angolana “Windeck”, foi nomeado para um prémio Emmy internacional, na categoria de Melhor Telenovela. “Windeck” foi exibida em Angola, Portugal, Cabo Verde e Moçambique, tendo recebido óptimas críticas, tanto do público como da crítica, ao mesmo tempo que bateu recordes de audiência.

Ainda que inspirado por uma enorme variedade de artistas e estilos, Coréon Dú explora a fusão entre elementos angolanos e sons internacionais. Os seus videoclips têm sido também um reflexo disso mesmo e do seu profundo interesse em arte e moda.?? O novo álbum de Coreón Du, “Binário”, foi em Setembro de 2014, em Nova Iorque. Inclui os singles “Bailando Kizomba” e “Amor Robótico”.

Fontes consultadas: http://coreondu.com

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*