Fábrica de colchões reduz produção em 2017

Uíge – A Fabrica de colchões localizada na cidade de Negage , 37 quilómetros a nordeste do Uíge , reduziu consideravelmente a capacidade de produção semanal , de dois mil e setecentos em 2015 , para 450 em 2017, fruto da escassez de divisas para importação de matérias primas.

Este informação foi prestada sexta-feira pela responsável da referida fabrica Matiza Duarte Lopes aos  Os trabalhadores da Agência Angola Press (ANGOP) ,  durante uma visita á fábrica de colchões no quadro do  programa das comemorações do 42º aniversário do órgão, assinalar-se a 30 de Outubro.

“Regista-se uma redução forçada na produção,  fruto da falta de divisas no mercado angolano, pois que os produtos utilizados para o fabrico de colchões são provenientes da China e da Suécia”, explicou .

A fábrica que actualmente funciona num período único, (das 07 às 13 h) com nove trabalhadores,  tem abastecidos  comerciantes  nas províncias de Kuanza Norte, Malanje, Luanda e Uíge.

Durante a visita guiada, o grupo de trabalhadores chefiado pelo seu delegado Santos Garcia Kiala, recebeu esclarecimentos sobre o processo desde o fabrico até a comercialização na única unidade fabril de colchões na região.

Os profissionais do órgão, visitaram ainda a fábrica de água Cesse no quadro do aniversário a comemorar-se próximo dia 30 de Outubro corrente e receberam explicações sobre o seu funcionamento.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.