Governador do Uíge inaugura novo templo Tocoista na cidade de Negage

Negage – Um novo tempo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Simão Toco), com capacidade para acolher mais de mil e 500 fiéis, foi inaugurado hoje (domingo), pelo governador provincial do Uíge, Pinda Simão, no âmbito dos festejos do 101º aniversário do nascimento do Profeta Simão Toco.

Na sua intervenção, o governador manifestou a honra de participar nas comemorações natalícias do profeta, ressaltando o facto de ser um nacionalista nascido nesta província.

Para Pinda Simão, a inauguração da igreja mostra o engrandecimento do tocoismo no país e no mundo, que na sua opinião encoraja a congregação e seu líder a continuarem com o trabalho de pacificação de espirito e a sua actuação social.

Segundo o governante, que destacou igualmente à acção social da igreja no domínio da educação e saúde, assim como no resgate dos valores morais e cívicos, o Governo continua a considerar a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo um digno parceiro para promover o desenvolvimento das comunidades e melhorar as condições de vida dos cidadãos.

Depois de retratar alguns dos feitos do fundador do Tocoismo, Pinda Simão considerou “ incontestáveis os sacrifícios consentidos pelo Profeta Simão Toco (24 de Fevereiro de 1918-2019) em prol da liberdade do povo e da independência de Angola”,  considerando que o seu exemplo patriótico deve ser seguido pelas novas gerações de angolanos.

O governador do Uíge apelou ainda aos tocoistas que levem a sério o legado do Profeta Mayamona, a quem tratou de um nobre filho de Angola, “sobretudo a sua visão na realização dos mais nobres anseios do povo angolano”.

Reiterou  que o Governo no Uige vai continuar a cooperar com a igreja para a construção de uma sociedade mais inclusiva e próspera, aonde reina o amor, à harmonia, à concórdia, a solidariedade e à tolerância, a bem do desenvolvimento da sociedade angolana.

Já o bispo Afonso Nunes, na homilia inaugural da catedral, falou inicialmente de alguns aspectos da trajectória religiosa e espiritual do profeta, tendo agradecido ao governador Pinda Simão pelas referências patrióticas e nacionalista feitas sobre Simão Toco e o Tocoismo, enfatizando que a religião  vai continuar a lutar para combater as más práticas no mundo..

“Hoje o mundo é controlado por cartéis e outros grupos de satanás e vive escândalos como corrupção, casamentos entre pessoas do mesmo sexo, entre outros males, práticas que lesam a lei de Deus”, o que desencorajou e apelou aos crentes para adoptarem comportamentos que combatam tais atitudes e promovam o bem-estar social.

Com vista ainda a contribuir para um rápido desenvolvimento da província e de Angola, exortou aos angolanos a deixarem o espirito de tribalismo, ódio, inveja e falta de colaboração e em particular aos tocoistas que sejam os agentes desta evangelização da libertação.

Na sua homilia, apelou ainda a todos os angolans para que se empenhem no trabalho com mais responsabilidade e seriedade, cada um no seu lugar profissional, de formas a contribuírem para o desenvolvimento do país, sem se conformarem com a actual situação da realidade de África, rotulados de incapazes e sub-desenvolvidos.

O acto foi presenciado por representantes de outras confecções cristãs, de partidos políticos, membros do governo, autoridades tradicionais e outras entidades.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.