HIV/SIDA provoca 16 mortes em quatro meses no Uíge

Uíge – Dezasseis pessoas morreram vítimas de Hiv/Sida no período de Janeiro a Abril do ano em curso, na província do Uíge, dos 371 novos casos da doença registados.

Segundo o supervisor provincial do Programa de Combate ao Hiv/Sida, Benjamim Mazinga, em declarações à Angop, no mesmo período foram testadas 37 mil 494 pessoas, sendo dez mil 163 adultos do sexo feminino, 8.223 mulheres grávidas, 1.899 crianças e restantes do sexo masculino.

Anunciou que 315 das vítimas estão a fazer o tratamento com anti-retrovirais para atenuar o impacto das consequências da patologia no organismo.

Em comparação ao período anterior, disse o responsável, houve uma redução de três óbitos, visto que na altura registaram-se 19 pessoas vítimas mortais da doença, nos primeiros quatro meses de 2018.

No referido período de 2018, foram testadas 26 mil e 53 pessoas, que resultaram em 450 caos positivos, dos quais 231 submetidos em tratamento com anti-retrovirais.

Benjamim Mazinga esclareceu que foram distribuídos, nos primeiros quatro meses de 2019, no quadro do programa de combate a pandemia, 19. 562 preservativos, com vista a ajudar a prevenir o surgimento novas infecções, sobretudo na camada jovem.

Os municípios do Uíge, sede capital da província, Negage e Sanza-Pombo são apontados como os que maior número de casos da doença registam na região.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.