Serviço de Bombeiros regista 25 mortes por afogamentos no Uíge

Uíge – Vinte e cinco pessoas morreram de afogamentos em lagoas, rios e poços , de Janeiro à 20 de Novembro do ano em curso, na província do Uíge, dos 26 casos registados, contra 23 óbitos de igual período anterior de 2017.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, à Angop, pelo chefe de Secção de Naufrago do Comando Provincial de Serviço de Protecção Civil e Bombeiros no Uíge, inspetor bombeiro chefe Francisco Mateus, ressaltando que do referido número de afogamentos desde princípio do ano até a presente data, apenas uma pessoa sobreviveu. As ocorrências foram registadas nos municípios do Uíge, Maquela do Zombo, Negage e Quitexe.

Destacou o sexo masculino com maior parte dos afogamentos, tendo-se registado 16 óbitos, contra 10 do sexo feminino, de zero aos 85 anos de idade.

Disse que nesse período, os efectivos de Protecção Civil e Bombeiros realizaram 54 palestras sobre medidas de prevenção para com os rios, lagoas e poços, junto da população na provincia, contra outras 69 sensibilizações de igual período anterior de 2017.

Avançou que regista-se mais casos de afogamentos nos municípios do Uíge, Maquela do Zombo e Negage, a nível da região.

Informou que actualmente seguem os trabalhos de levantamento e registo do número dos rios e lagoas a nível dos 16 municípios e 31 comunas que compõem a província do Uíge, onde ocorrem mais casos de afogamento.

A província do Uíge tem uma área de 58 mil e 698 quilómetros quadrados de extensão e uma população de um milhão 426 mil e 354 habitantes (Censo de 2014).

A informação foi avançada hoje, terça-feira, à Angop, pelo chefe de secção da Náufrago do comando provincial de serviço de protecção civil e bombeiros no Uíge, Inspetor  bombeiro chefe Francisco Mateus.

Segundo o oficial,  dos 26 casos de afogamentos deste ano, apenas uma pessoa sobreviveu, enquanto as 25 morreram durante as ocorrências registadas nos municípios do Uíge, Maquela do Zombo, Negage e Quitexe.

Destacou o sexo masculino com maior parte dos afocamentos, tendo-se registado 16 óbitos, contra 10 do sexo feminino, dos zero aos 85 anos de idade.

Disse que nesse período os efectivos de protecção civil e bombeiros realizaram 54 palestras sobre medidas de prevenção para com os rios, lagoas e poços, junto da população na provincia, contra outras 69 sensibilizações de igual período anterior de 2017.

Avançou que regista – se mais casos de afogamentos nos municípios do Uíge, Maquela do Zombo e Negage, a nível da região.

Informou que actualmente segue os trabalhos de levantamento e registo do número dos rios e lagoas a nível dos 16 municípios e 31 comunas que compõem a província do Uíge, onde ocorrem mais casos de afogamento.

A província do Uíge, tem uma área de 58 mil e 698 quilómetros quadrados de extensão, e uma população de um milhão 426 mil e 354 habitantes (censo de 2014).

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*