Candidato da lista A de olhos ao cargo de secretário-geral da UNTA-CS caça votos no Uíge

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 26/07 (Wizi-Kongo) – Chega, nesta terça-feira (27/07) a província do Uíge, José Joaquim Laurindo, candidato da lista A para o VI congresso da União Nacional dos Trabalhadores de Angola- Confederação Sindical (UNTA-CS), na caça de votos que o coloca de olhos almejados ao cargo de secretário-geral, em substituição de Manuel Viagem, para o quinquénio 2021/2026 desta organização sindical.

Com uma estadia reservada para 24 horas, antes de chegar na região cafeícola/Uíge, como disse, hoje, segunda-feira, nesta cidade, em exclusivo ao Wizi-Kongo, o delegado ao VI congresso da UNTA-CS, Miguel Teta Neto, que, José Joaquim Laurindo, fará a mesma caça de votos na vizinha província do Bengo e, acrescenta, depois do Uíge, seguirá viagem com o mesmo objectivo a outra província circunvizinha do Uíge, concretamente, nas terras da Palanca Negra Gigante, ou simplesmente, Malanje.

Na corrida ao cargo de secretário-geral da UNTA-CS 2021/2026, além de José Laurindo, estão outras duas candidatas, ambas da província de Luanda, que lideram as listas B e C, respectivamente. Entretanto, José Laurindo, natural da província de Benguela e com experiência de 40 anos como sindicalista, apresenta-se fortemente como sendo o candidato certo para os destinos da aludida organização, cujo congresso decorrerá de 13/14 de Agosto do ano em curso, na província de Luanda.

Revitalizar a UNTA-CS para que seja uma organização verdadeiramente compacta e forte, bem como pautar pela união da mesma, primando sempre no diálogo e coesão, foram, entre outras linhas apontadas por Miguel Teta Neto, como sendo as linhas de forças do candidato da lista A, para, quem, considera ter mais garantias para o cargo em disputa, em relação, com todo o respeito, as duas outras concorrentes.

Segundo Miguel Teta Neto, na sondagem feita entre os demais delegados que vão ao congresso VI, apoiam fortemente o candidato da lista A, através das linhas de acção manifestadas no seu programa, que, eleva para tempos melhores a UNTA-CS, num futuro breve, caso vença as duas outras candidatas.

A UNTA-CS, foi fundada a 16 de Abril de 1960, no exilio da república do Kongo Leopoldovile, graças a um grupo de patriotas angolanos que expressaram a vontade e determinação dos trabalhadores. Entretanto, o último conclave da UNTA-CS decorreu em 2015, com a reeleição de Manuel Viagem no cargo de secretário-geral desta organização angolana.

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.