Uíge: ENDE-EP coloca palácio da justiça em sentido com corte de energia

Imagem por Jeremias Kaboco, Palácio da Justiça - Uíge.

 Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 30/07 (Wizi-Kongo) – A Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE-EP) no Uíge, colocou de quinta-feira (29/07) /sexta-feira (30/07), em sentido o palácio da justiça através de um corte de energia, por motivos de dividas, soube, hoje, sexta-feira, o Wizi-Kongo, fontes próximas das duas instituições públicas.

Fala-se de uma quantia maior que o palácio da justiça está em divida com a empresa estatal de energia, mas antes de efectuar o corte de energia, segundo apurou o Wizi-Kongo, juntos da ENDE, aquela firma estatal, fez cobranças sucessivas ao palácio da justiça e, que não tiveram êxitos, diante deste comportamento reprovável, a ENDE viu-se obrigada a interromper o fornecimento da corrente eléctrica.

Nas primeiras horas do dia de hoje, na maioria dos serviços da justiça no Uíge, tais como tribunal, Procuradoria-Geral da República, Cartório Notarial, Conservatória e Identificação, estavam totalmente paralisados. Mas, dada a gravidade da situação, às 10 horas, a ENDE recuou na decisão e restabeleceu a energia. O Wizi-Kongo, soube que de uma ou de outra forma, mesmo não que existisse negociações ou pagamento dos valores da divida, a ENDE iria restabelecer o fornecimento naquela instituição.

“É apenas um aviso que foi dado ao palácio da justiça neste corte de energia, apesar este ser um dos cancros que a ENDE enfrenta na província do Uíge, diante das demais instituições do Estado angolano e, vamos continuar a evidenciar esforços que os gestores destas instituições saibam corresponder com as suas responsabilidades”, explicou ao Wizi-Kongo, um dos responsáveis da ENDE, mas que proferiu um anonimato.

O portal Wizi-Kongo, tudo fez para manter uma entrevista com o director provincial da ENDE no Uíge, Adriano Sebastião, mas não obteve êxitos, de, igual modo, por parte do palácio da justiça, não obteve correspondência para aferir a devida existente. Entretanto, diligências estão sendo feitas para ouvir uma das partes

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.