Manifestantes do Uíge e de Luanda surpreendidos pela polícia nacional são detidos

Imagem: Arquivo Wizi-Kongo

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 20/03 (Wizi-Kongo) – Depois da concentração às 10 horas nas bombas de combustível da Sonangol do Kandombe-Velho, por voltas das 12hs e meia de hoje, os manifestantes partiram em direcção as demais ruas da cidade. Do Kandombe-Velho a Bangola, da Bangola ao campo municipal 4 de Janeiro até ai tudo estava bem, mas quando chegaram nos armazéns do Sanco, na rua Industrial, foram surpreendidos com cinco patrulheiros, dois da polícia nacional e três da PIR e, detiveram-os.

Trata-se de quatro manifestantes que não conseguiram escapar-se, entre eles, dois da província do Uíge e igual número os de Luanda, concretamente, Jorge Kisseque e Hemerson Miguel (Uíge), Mutu Muxima e Nelito Alves (Luanda), cujo objectivo da manifestação era exigir a exoneração dos administradores da região do Uíge, que, segundo eles, nada fazem com o dinheiro do erário público nas suas jurisdições.

Do Kandombe-Velho ao local onde foram detidos, a manifestação decorria de forma pacífica, mas sem o asseguramento das forças da ordem e defesa. Porém, o número de detidos teria sido maior se o local não fosse de muito fluxo populacional, pois muitos conseguiram fugir da polícia, juntando-se no agrumelado de outros cidadãos.

Os quatro detidos, por sinal um é o organizador da mesma actividade (Jorge Kisseque), de seguida, foram encaminhados as celas do Serviço de Investigação Criminal (SIC), onde permanecerão até a data de suas liberdades ou julgamentos.

PUBLICIDADE

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.