Reposta circulação na ponte sobre rio Cuho

Imagem de arquivo

Uíge – A ligação por estrada entre a sede municipal de Milunga e as comunas de Macolo e Massau foi domingo normalizada com a inauguração, pelo governador Pinda Simão, de uma nova ponte sobre o rio Cuho.

Em declarações à Angop, a administradora municipal de Milunga, Delfina Henrique, frisou que a referida ponte de estrutura metálica, com capacidade para suportar 48 toneladas, tem 32 metros de comprimento e quatro metros e meio de largura.

Delfina Henrique acrescentou que a colocação da ponte sobre o rio Cuho vai facilitar a vida dos munícipes, fundamentalmente, a livre circulação de pessoas e mercadorias na região.

Como realçou, durante o tempo que a ponte estava destruída, quase um ano, às populações dessas duas comunas (Macolo e Massau) fronteiriças com a RD Congo, recorriam ao Congo Democrático ao encontro dos serviços sociais, incluindo os alunos estudavam naquele país vizinho.

A antiga ponte do tempo colonial, igualmente com uma estrutura metálica, foi destruída pelas chuvas e as obras da empreitada dessa nova ponte duraram dois meses.

Avançou que o município de Milunga e as suas três comunas (Macolo, Massau e Macocola) registam ainda algumas ravinas que precisam empenho do governo provincial e central, para o seu estancamento.

Milunga possui uma população de 48 mil e158 habitantes (Censo de 2014), a maioria camponesa.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*