Consignadas obras para estancar ravinas na via Sanza Pombo/Kimbele

Vista parcial da Vila de Kimbele

Uíge – As obras para estancar três das quatro ravinas que ameaçam cortar a ligação rodoviária entre Sanza Pombo e Kimbele foram hoje (terça-feira) consignadas pelo Fundo Rodoviário às empresas de construção civil Aerovia, Dacop e AGFC.

O contrato foi assinado por Miguel Cristóvão, pelo Fundo Rodoviário, e por Miguel Sampaio, Domingos Francisco e Ângelo Campo, das empresas Dacop, Aerovia e AGFC, respectivamente.

As obras com duração de três meses orçam em 43 milhões, 75 mil 705 kwanzas.

Na ocasião, as partes comprometeram-se em cumprir com os prazos contratuais pelo que se propõem a terminar as obras em 21 de Fevereiro de 2018.

Segundo eles, a maior responsabilidade das obras está na capacidade dos recursos humanos e técnicos para o cumprimento fiável do compromisso assumido.

O administrador do Kimbele, Manuel João, fez saber que a erradicação das ravinas trará satisfação para a população da circunscrição em verem resolvido o problema que muito os afligia.

O director de engenharia do Fundo Rodoviário, Miguel Cristóvão, esclareceu que atendendo à actual situação económica do país não será possível estancar todas as ravinas de uma só vez.

Em relação a que está na sede da vila do Kimbele, maior de todas, garantiu fazer-se um estudo profundo, bem como criar as condições necessária para a posterior  intervenção.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*