Administração do Songo apoia igrejas sinistradas

Administraçâo do Songo

Songo – As três igrejas da aldeia Banza Luanda II, 15 quilómetros a Sul da sede municipal do Songo (Uíge), destruídas em consequência da forte chuva que recentemente caiu na região, foram apoiadas domingo, pela administração local.

O apoio foi consubstanciado em chapas de zinco para permitir que os fiéis possam recompor as referidas capelas e dar dignidade aos utentes das mesmas.

Na ocasião, a administradora municipal, Adelina Alexandre Pinto, disse que apesar da situação económica e financeira que o país está viver, a administração evidenciou um esforço para acudir o grito de socorro das direcções das igrejas desta circunscrição.

A responsável acrescentou que foram entregues 110 folhas de chapas de zinco as referidas igrejas, cujo apoio vai estender-se também para as 23 famílias que perderam recentemente as casas através das fortes chuvas que se abateram na localidade.

Segundo disse, além das três igrejas, houve ainda a destruição de 23 residências nas aldeias de Kipumba, Kiniambi, Denga e Banza-Luanda II, tendo deixado as 23 famílias com cerca de 74 agregados, sem abrigo.

Adelina Pinto disse que o governo tudo fará para apoiar os sinistrados em chapas de zinco, bens domésticos, assim como vai ajudar aqueles cidadãos que perderam os documentos pessoais, levando os funcionários do serviço de registo civil nas respectivas localidades, para o efeito.

O município do Songo, localiza-se a 40 quilómetros a Norte da cidade do Uíge, conta com uma comuna, 13 regedorias, 81 aldeias e uma população estimada em 62.362 habitantes (segundo dados do Censo/2014).

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*