Administradora prevê construção de mais infra-estruturas sociais em 2018

Songo – A construção de mais salas de aula, postos médicos, em quantidades não reveladas, bem como a expansão do registo civil aos cidadãos nas aldeias mais longínquas, são entre outras acções a serem realizadas pela administração municipal do Songo em 2018.

A intenção foi manifestada hoje (quinta-feira), pela administradora municipal,  Adelina Alexandre Pinto, em jeito de balanço do ano que está prestes a terminar, acrescentando que em 2018, a administração municipal continuará a capacitar também o pessoal administrativo e técnicos com vista a responder com as exigências das funções que desempenham.

Prevê-se igualmente o aumento da capacidade de fornecimento de energia eléctrica e água potável nas comunidades através, a implementação dos programas de sensibilização dos habitantes sobre as normas de higiene, melhoria dos serviços de atendimento nas unidades sanitárias, assim como a construção de postos e centros de saúde nas localidades onde a situação da saúde é precária.

Segundo a administradora, durante o ano que está a terminar, foram matriculados 22.506 alunos, contra os 21.122, do ano 2016, obtendo um resultado de 75 por cento de rendimento escolar. Quanto ao sector de saúde, a dirigente apontou o reforço de quatro médicos nacionais e três meios de transporte para fumigação

O município do Songo é um dos 16 que compõe a província do Uíge, com uma extensão de 2.800 quilómetros, 81 aldeias e conta com uma população estimada em 62.362 habitantes.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*