Governador do Uíge destaca Dissengomoka Alexandre como servidor da ciência

Uíge – O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, descreveu hoje, sexta-feira, o catedrático DissengomoKa Sebastião Alexandre, falecido a 15 deste mês por doença, como servidor da ciência no ensino da psicologia.

Falando durante a cerimónia das exéquias do professor Dissengomoka Alexandre, o governante trata-se de uma personalidade forte que, com o seu talento e atitude, assumia situações definidas.

“Dissengomoka Alexandre foi um homem de fogo, fez do tempo uma batalha constante, falando ou escrevendo, debatendo, presente onde pudesse estar na tribuna popular ou anfiteatros académicos doutrinado com mestrias atitudes e posições em todos os momentos políticos, económicos e culturais”, afirmou.

Para o governador, o docente estava sempre disponível, opinando sem timidez ou vacilações, empolgado pelas suas verdades.

Os restos mortais do catedrático Dissengomoka Alexandre foram levados hoje, sexta-feira, para a comuna do Quibocolo, Maquela do Zombo, onde vão enterrar sábado, 19 de Maio corrente.

Dissengomoka Sebastião Alexandre nasceu a  26 de Março de 1953, na comuna de Kibocolo, município de Maquela do Zombo, província do Uíge, era licenciado em Psicologia pelo Isced do Lubango, e doutorado pelo Instituto de Educação da Universidade de Minho, Braga, Portugal.

Foi autor de 65 publicações classificadas em brochuras, livros e artigos e as suas pesquisas sobre os mundos profundos.

Entre as suas obras destacam-se “Metodologia de investigação aplicada à Educação”, “Psicanálise africana ou bruxaria”, “ Intervenção psicológica”, Psicologia escolar e probabilidade de aprendizagem”, “ Psicologia da enfermagem e marburg”, “ orientação escolar e profissional em Angola”, “ Necessidade da educação sexual nas escolas de Angola”,  entre outros.

Dissengomoka Sebastião Alexandre deixou igualmente uma obra discográfica intitulada “Mundo Complicado”, com oito faixas musicais cantadas em português, Kikongo e Lingala, lançado a 19 de Novembro de 2013.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*