UNIVERSIDADE KIMPA VITA VOLTA A SERVIR ANGOLA COM NOVOS LICENCIADOS

Por Alfredo Dikwiza|Jornalista

Uíge, 03/07 (Wizi-Kongo) – A Universidade Kimpa Vita, sedeada na província do Uíge, volta, nesta quinta-feira, 04 de Julho do ano em curso, a servir Angola ao colocar 407 novos licenciados de seis cursos diferentes, enquadrados na 6ª edição, desde a existência da instituição pública a 12 de Abril de 2009, depois de desfazer-se da Universidade Agostinho Neto.

Em 2016, deu-se o pontapé de saída com a realização da primeira (1ª) edição de novos técnicos superiores formados por essa instituição académica, num total de 355 estudantes. Entretanto, para a presente edição, no caso, a 6ª realizar-se-á nesta quinta-feira, às 10 horas, no Cine Ginásio, cita no centro da cidade, concretamente, na rua do Comércio, abrange um grupo de técnicos superiores de 407 estudantes, entre os quais, 33 da Agronomia, 21 de Contabilidade/Gestão, 98 de Direito, 123 de Economia, 67 de Enfermagem e 65 Engenharia/informática.

São novos licenciados que defenderam as suas monografias nos anos anteriores e, entre os 407 técnicos superiores, destacam-se para149 mulheres, sendo oito (8) do curso de Agronomia, três (3) de Contabilidade/Gestão, trinta e quatro (34) de Direito, sessenta e quatro (64) de Economia, Trinta e seis (36) de Enfermagem e catorze (14) de Engenharia/Informática, cuja cerimónia será prestigiada pelo reitor da Universidade Kimpa Vita, Pedro Vita.

No começo, poucos acreditavam o que a Universidade Kimpa Vita veio a tornar-se nos dias de hoje, a julgar pelas condições precárias de como a instituição funcionava, inclusive não tinha instalações própria para acomodação dos estudantes. Passado alguns anos, aquilo que parecia impossível tornou-se realidade. Hoje, a Universidade Kimpa Vita ostenta do campus universitário, uma resposta do executivo angolano na melhoria das condições de ensino, que, certamente, orgulha a região do Uíge, em particular e o país, no geral.

A Universidade Kimpa Vita, ou simplesmente, (UNIKIVI), caracteriza-se na sua existência e funcionamento como sendo é uma autarquia, com autonomia administrativa, patrimonial, financeira e didáctico/científica, nos termos da Lei e do seu Estatuto. É uma das Instituição do subsistema do Ensino Superior em Angola, nos seus aspectos pedagógico e científico, cabendo-lhe ministrar cursos de graduação e pós-graduação nos vários domínios cientí¬ficos por definir através das suas Unidades Orgânicas de Ensino.

Entretanto, com a inauguração do campus universitário em 2012, representou a resposta do executivo na formação dos jovens, na perspectiva de cativar e reter os quadros da região que, no passado, se viam obrigados a abandonar a província em busca de formação superior diversificada em outras localidades do país. Essa fuga deixou de existir, pois, institucionalizou-se no Uíge as faculdades de Direito e de Economia, dos cursos superiores de Agronomia, Contabilidade e Gestão, Engenharia Informática e de Enfermagem na Escola Superior Politécnica do Uíge (ESPU)

Kimpa Vita, acolhe estudantes vindos de varias regiões de Angola, cuja missão da aludida instituição académica é a de promover a formação de profissionais qualificados de modo a contribuir para o desenvolvimento económico da região, em particular e do modo geral. Em resposta a missão da UNIKIV, os técnicos superiores já lançados no mercado do trabalho, têm estado a demonstrar as suas valências em diversas áreas em que cada desempenha as suas funções.

Nos seus 15 anos de existência, iniciados a 12 de Abril de 2009 até 2024, a Universidade Kimpa Vita, já teve três reitores, começando em 2010/2015, com o primeiro reitor (Professor Catedrático), Carlos Diakanamwa, seguiu-se o segundo reitor, igualmente, Professor Catedrático, João Francisco de Sousa Gaspar da Silva, de 2015/2022 e, estando neste momento com o terceiro reitor, o também, Professor Catedrático, Pedro Vita (2022/2024).

 

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.