Defendida maior inclusão dos albinos na sociedade

O presidente da Associação Provincial de apoio aos Albinos de Angola no Uíge, David Paulo Bunga

Uíge – O presidente da Associação Provincial de apoio aos Albinos de Angola no Uíge, David Paulo Bunga, defendeu hoje (sábado), nesta cidade, uma maior inclusão destes na sociedade.

Ao discursar num encontro realizado na escola primaria nº 68 com os albinos, o responsável disse ser necessário pôr-se cobro a discriminação que muitos sofrem nas comunidades, acabando por ficar isolados da vida social.

David Paulo Bunga disse que os albinos são excluídos da sociedade e a sua vida torna difícil com o futuro incerto, por que muitas vezes são negados.

Para si, os albinos devem sentir-se livres como outros cidadãos, sem mergulhar no preconceito pelas quais são vitimas de discriminação .

Ironizou que a sobrevivência dos albinos em África é difícil, porque muitos deles não possuem condições de vida adequadas para sua subsistência, apesar de muitos esforços, são poucos os que conseguem estudar e trabalhar, como resultado da exclusão a que estão sujeitos.

Prosseguiu que os albinos devem ter cuidados específicos, uma vez que não podem ficar exposto ao sol, não podem ser submetidos a trabalhos forçados, os tratamentos são de elevado custo, devendo utilizar óculos receitados e chapéus.

Enfatizou que a organização controla 150 albinos, a nível da província e, em caso de doenças, os mesmos contam com o colégio nacional de dermatologia, situado em Luanda, para os tratamentos médicos da pele.

Na ocasião, sensibilizou igualmente aqueles que se encontram em idade eleitoral a fazerem o seu registo ou actualização para que possam exercer o seu direito de voto.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.