HOMOSEXUALISMO ESCANDALIZA A GALA DE ELEIÇÃO DO MISTER-UÍGE

Por Miguel Branquima

 

 

 

 

 

O Homosexualismo é a expressão mais pura nos concursos de Mister e Moda em Angola. Ao invés de talento, os concursos de Mister em Angola custam um pénis que sabe ficar recto no rabo de um homem igual.

“Any zola mbidi, wa bwa ye lutai”. Este adágio kikongo é a tradução da linguagem que tem sido usada pelos responsáveis das Coordenações e Comités dos concursos de Mister em Angola. Visto que estes concursos são regidos por maioritariamente Homosexuais (sobretudo em Luanda), os jovens que se inscrevem para concorrer neles sofrem assédio sexual por parte dos homosexuais que são os responsáveis destas organizações.

Os relatos nos chegam sempre, e desta vez foram os concorrentes do Concurso Mister Uíge 2020 que passaram pela Prova dos 9. Estes Jovens que nunca experimentaram o sabor do “Cú de um homem igual”, se viram entre satisfazer o “Cú do Edgar Oliveira” ou perde o título de Mister Uíge.

Edgar Oliveira é um homosexual e coordenador do Concurso Mister Angola, que em representação do seu presidente Homo ou Bisexual Hadjamar Elvaine, esteve na Gala de Eleição do Mister Uíge 2020, para levar a cama (segundo o que nos levou a entender) o homem mais sexy da Gala, ou quem quer que fosse, desde que fosse do seu agrado e dar a ele como mercê um título de Mister Uíge 2020.

Edgar andou a enviar mensagens à alguns jovens concorrentes pedindo que lhe satisfizessem os seus desejos sexuais em troca do título que os mesmos almejavam. Enviou tantas mensagens ao jovem Francisco Massuca, concorrente nº 16, que segundo os espectadores da Gala oferecia habilidades ou talento suficiente para ser o vencedor do Concurso, pedindo (antes de começar a lhe fazer ameaças) que se relacionasse com ele sexualmente.

A consciência treinada do jovem mukongo não o deixou corromper pela ambição de ser o Mister Uíge. Massuca rejeitou dispunibilizar o pénis para a festa do Edgar que lhe prometia a faixa e o título de Mister como Prémio.

Numa linguagem clara e objectiva, Edgar Oliveira para pedir uma relação sexual ao jovem Francisco, usou aquele termo que mesmo pronunciado por uma criança é abominável.

Estes são factos reais, sociais, e que precisam da intervenção de todos nós. Há muitos factos por se escrever sobre as besteiras do Concurso Mister Uíge 2020. As mensagns que ” o/a jovem” Edgar Oliveira, Coordenador do Comité Mister Angola esteve a enviar à via sms ao Francisco Massuca, estão aqui comigo. Caso alguém precise talvez posso partilhá-las.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.