Universidade Kimpa Vita lança novos profissionais no mercado de trabalho

Por Jeremias Kaboco

Uíge, 14/08 (Wizi-Kongo) – A Universidade Kimpa Vita, afecto à VII Região Académica, lançou hoje 308 licenciados em diversos cursos na sua terceira cerimónia de outorga de diplomas desde a sua criação.

Trata-se da terceira promoção de licenciados da instituição académica, os 308 galardoados, dos quais 26 na especialidade de Direito, 63 Contabilidade e Gestão, 61 em Engenharia Informática, 97 na área de Enfermagem, 42 de Economia e 19 em Engenharia Agrária respectivamente que perfaz no total de trezentos e oito profissionais no mercado, onde defenderam as suas monografias no período entre 2016 à 2017.

O acto que contou com a presença do secretário-geral do Governo Provincial do Uíge, Dr. Leonardo Kiala Mongo, que testemunhou a cerimónia, em representação a Sua Excelência Governador do Uíge Mpinda Simão, que por motivos de infelicidade não se fez presente, de igual modo tiveram presentes ainda várias individualidades do governo, vice reitores, directores, decanos e vice-decanos, docentes, agentes da ordem e segurança do estado, o director geral do ISCED-Uíge, Juiz Presidente do Tribunal Provincial do Uíge, Sub-Procurador Geral da República, Director Geral do Instituto Superior Politécnico Privado do Uíge, Deputados à Assembleia Nacional do ciclo provincial, familiares, amigos e comunidade estudantil respectivamente.

Tomando a palavra, o Reitor da UNIKIVI, Professor Doutor o Engº. João Francisco de Sousa Gaspar da Sila, começou por desejar as boas vindas aos novos profissionais que com os canudos em mãos não guardavam o sorriso e com o sentimento de missão cumprida dizendo e desejando as boas vindas a todos presentes “o momento é de festa porque transborda no rosto dos recém formados a satisfação de um sonho realizado e de reflecção, porque muitas conquistas virão, na perspectiva que a caminhada é longa mas com a certeza que o trilo salvaguardará aprazíveis surpresas.

De modo comum hoje tem demonstrado que a licenciatura é só o início de um longo percurso, porque o oficio está cada vez mais permissível, assim como as empresas, isto quer dizer, devemos ser visionário carregando a nossa veia de empreendedorismo e inovação e muita criatividade.

Com estas missões tenho a certeza de que alcançarão o vosso objectivos e para tal estremos sempre de portas abertas para apoiar os jovens que assim desejar, é necessário continuar a lutar, pois o pais está viver mudanças significativas na esfera política, económica, sociais e os desafio que vos aguardem são enormes e difíceis, o que exigirá de vós, um grande sentido de patriotismo e solidariedade no exercício da vossa profissão ”, disse o académico.

João da Silva, que proferiu na mensagem de abertura ao terminar afirmou dizendo de que “os resultados do investimento feito pelo governo no ensino superior nesta região académica, e em particular na província do Uíge, são visíveis e os números falam por sí, pois dos seis cursos de licenciatura que funcionam nos três períodos hoje foram outorgados trezentos e oitos diplomas, pelo facto gostaria de felicitar todos os docentes pelo empenho e dedicação o que proporcionou o sucesso alcançado, não obstante, quero alertar-lhes a prestarem grande atenção aos valores morais e aqueles que dizem respeito a vossa crenças e orientações académica, ao terminar o magnifico reitor convidou a todos académicos a pensarem numa universidade de hoje e na Kimpa Vita de amanhã, universidade mais unida e com valores que possam orientar os seu estudantes, seus futuros profissionais, professores e investigadores e contribuir para inclusão de uma sociedade democrática, tolerante, cooperativa e fraterna assim sendo desejo a todos novos licenciados votos de uma carreira que gera sucessos no começo de uma nova etapa da vida, querendo sempre por querer é poder” frisou.

Maria Mbundana, licencianda em contabilidade e gestão, que falou ao (Wizi Kongo) uma das contempladas com o diploma de mérito pela universidade com a média final de 15 valores, descreveu em dizer que foi merecido o diploma e que resulta de trabalho e sacrifício e noites perdidas, para diante a meta é cadastrar-se à ordem dos contabilistas, de modo a contribuir com sabedoria e profissionalismo os conhecimentos hora adquirido. disse Kimpa Vita, afecta a sétima região académica, abrange as províncias de Uíge, e Kwanza Norte, conta com quatro unidades orgânica: Faculdade de Direito, Economia, Escola Superior Politécnica do Uíge e a Escola Superior Politécnica do Kwanza Norte.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*