Degradação de estradas dificulta escoamentos de produtos no Kimbele

Uíge – O escoamento de produtos e bens no município de Kimbele, província do Uíge, está dificultado devido a degradação das estradas secundárias, informou hoje, sábado, à Angop, o director municipal da Estação do Desenvolvimento Agrária (EDA) local, Jaime Amadeu.

O responsável disse que o município de Kimbele tem 74 associações e 32 cooperativas com  mil e 738 associados, carecendo os mesmos de transportes, máquinas de lavoures e diversos instrumentos de trabalho.

Para o presente ano agrícola (2018/2019) o município prevê colher 900 toneladas de produtos diversos.

Por sua vez, o administrador adjunto do Kimbele, Elísio Futica, disse que as autoridades municipais e a população estão descontentes com a degradação da ponte sobre o rio Zaza que desabou ano transacto, facto que impossibilita o escoamento de bens e impede a comunicação entre a população das comunas Alto Zaza e Kuango.

Referiu que actualmente decorrem trabalhos de estancamento de três ravinas na via principal entre a vila do Kimbele e a sede capital do Uíge.

Kimbele, 261 quilómetros a nordeste da cidade do Uíge, possui uma população estimada em 129 mil e 396 habitantes (censo de 2014).

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*