Laboratório de Kimbele inoperante por falta de médico-cirurgião há anos

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 29/05 (Wizi-Kongo) – Desde que foram colocados no hospital municipal de Kimbele, província do Uíge, com objectivo de dar respostas aos casos mais complicados, o laboratório e os equipamentos do bloco operatório daquela unidade sanitária nunca saíram da caixa há dois anos e tal, estando inoperante por motivos legados na falta de médico-cirurgião, soube hoje, sexta-feira, Wizi-Kongo, fonte da administração municipal local.

Em nada valeu a ideia da inauguração até hoje daqueles equipamentos, cujo acto decorreu no dia 04 de Fevereiro de 2018, através do então governador provincial do Uíge, Mpinda Simão, com pensamento de evitar evacuar os doentes em estado crítico de Kimbele para os municípios de Sanza Pombo, Negage e Uíge, em busca de um serviço de operação.

O hospital de Kimbele foi erguido e apetrechado, mas peca na qualificação da mãos de obra, concretamente, de quadrados especializados para manusear os demais equipamentos ai existentes. Mesmo com o laboratório e os equipamentos do bloco operatório devidamente colocados a disposição dos doentes, desde 2018, os doentes em estado preocupantes do município de Kimbele, 260 quilómetros a nordeste da sede da cidade do Uíge, continuam sendo transferidos para outros hospitais da região, causando com isso agravamento de muitos casos, quando de primeira instância deveriam ser socorridos localmente.

“Se houver um doente a necessitar destes serviços, por falta de médico-cirurgião, são transferidos ao município do Sanza Pombo ou Uíge onde se encontram disponíveis estes serviços, descumprindo deste modo com o legado de aproximação dos serviços de saúde junto da população”, informou aquela fonte que prestou as declarações ao Wizi-Kongo.

Nesta esteira, os municípios de Kimbele, Milunga, Buengas, Alto-Cauale e Sanza Pombo integram um único polo, cuja sede encontra-se no município do Sanza Pombo. Entretanto, apesar do Kimbele ter ganhado um hospital de referência, que garante-lhe uma autonomia total, mas a falta de técnicos profissionais, como no caso dos que podem manusear o laboratório e seus equipamentos do bloco operatório, coloca aquela circunscrição a depender do Sanza Pombo.

Segundo a fonte, a situação em que se encontra esses meios no Kimbele é de conhecimento do governo provincial e da respectiva administração municipal, que legam o escassez de médicos de especialidade como motivo da sua inoperância nestes anos. Kimbele, é um dos municípios mais populosos da região, apare do Uíge, Negage e Maquela do Zombo.

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.