Cinco municípios do Uíge caem na mira do Albenzazol e Mectizan da Mentor

 

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 14/08 (Wizi-Kongo) – Uíge, Quitexe, Bungo, Negage e Púri, caíram de hoje até o dia 17 do mês e ano em curso na mira de uma campanha de desparasitação massiva com Albendazol e Mectizan, por via da organização não governamental The Mentor.

Com objectivo de redução os riscos com a oncercose e filarias na região, a mesma campanha foi lançada hoje, segunda-feira, na aldeia Cangundo, município de Negage, província do Uíge, uma acção igualmente apoiada pelo gabinete provincial da saúde local. Para o êxito da campanha, conta com 406 mobilizadores, que, por sinal vão abranger 81 regedorias e 363 aldeias, serão distribuídos 705 mil 750 comprimidos, sendo 52 mil 248 de albendazol e restantes de Mectizan.

José da Cunha Mayelano, em representação da directora provincial do Gabinete da Saúde, no Uíge, assegurou que a campanha ajudará as comunidades melhorar o saneamento do meio, uso de latrinas, evitar que as crianças circulem descalços, assim como o lavarem-se em rios com caracóis.

“Em Angola mais de um milhão de pessoas estão em risco de contrair a doença”, observou, o coordenador provincial do programa contra as doenças negligenciadas da organização The Mentor, Kinavuidi Namoyama Nelson.

O responsável referiu que apesar destas doenças terem uma taxa elevada de mortalidade, mas possuem consequências em morbilidade, nomeadamente em linfodema, hidrocelo, assim como a perca de visão.

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*