Inauguração de Centro Materno Infantil no Songo marca 4 de Fevereiro

Uíge – A inauguração hoje, terça-feira, de um Centro Materno Infantil, no município do Songo, com capacidade de atender 15 partos dia e outras consultas, marcou às celebrações do 4 de Fevereiro no Uíge, num acto presidido pela vice-governadora para o sector Político, Social e Económico.

Segundo Catarina Pedro Domingos, na cerimónia alusiva ao início da luta armada para à independência nacional, à inauguração desta instituição insere-se nos esforços do Governo para melhorar às condições de vida dos cidadãos e honrar os feitos dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.

O centro, com quatro camas para internamento, faz ainda consultas de Genecologia e Obstericia, Pré-Natais, Pré-Parto, Pós-Parto, Pedriátrias, além de ter a área de imunização, administrativa, entre outros compartimentos.

No âmbito do reforço a saúde materna, a vice-governadora Catarina Pedro Domingos, outorgou certificados de qualificação a 81 parteiras tradicionais, formadas em 2019, e ofereceu também os kits de assistência às mães.

Na ocasião, entregou também dois kits de meios agrícolas composto de enxadas, catanas, machados, limas, botas, pás, cinco máquinas de lavouras, materiais didácticos e desportivos, para minimizar às dificuldades do Songo.

À população, à responsavel apelou para conservação dos bens oferecidos e do património público, para melhor o desenvolvimento do munícipio, apostado na formação de cooperativas agrícolas, uma região aonde existem já 61 instituições do género, com mil 525 associados.

A vice-governadora, que reconhece existir ainda dificuldades na assitência aos Antigos Combatentes, defende a necessidade de criação de mais políticas públicas para melhorar às condiçães de vida da classe, cujos feitos devem ser divulgados, cada vez mais, às novas gerações.

O munícipio do Songo, que acolheu o acto local do 4 de Fevereiro, situa-se a 40 quilómetros a norte da cidade do Uíge, possui uma população estimada em 62 mil e 362 habitantes (Censo-2014), tem 23 unidades hospitalares, um hospital e dois centros de sáude, suportados por 146 enfermeiros e seis médicos.

Via Angop

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.